BASF lança linha de bioadjuvantes que aumenta a eficiência de defensivos…

BASF lança linha de bioadjuvantes que aumenta a eficiência de defensivos biológicos

BASF lança linha de bioadjuvantes que aumenta a eficiência de defensivos biológicos

  • Portfólio de bioadjuvantes da BASF é aliado sustentável que conta com cerca de 60 produtos voltados para bactérias e fungos
  • Bioadjuvantes auxiliam no combate de pragas e patógenos no campo potencializando o efeito dos agentes de controle Biológicos

BASF lança linha de bioadjuvantes que aumenta a eficiência de defensivos biológicos

Os bioadjuvantes Agnique® BioHance apresentam resultados efetivos nos ensaios para patógenos como míldio, oídio, crosta, mofo branco, molde cinza, manchas das folhas, ferrugem, mancha bacteriana e requeima tardia

A BASF apresenta a nova linha de bioadjuvantes, Agnique® BioHance, com soluções para aumentar a eficácia dos defensivos biológicos, que são aliados valiosos da agricultura moderna com benefícios significativos para a produtividade das culturas e a sustentabilidade ambiental. Desenvolvidos à base de ingredientes ativos naturais, os biodefensivos têm como objetivo controlar as pragas e doenças agrícolas a partir do uso de extratos vegetais, de inimigos naturais e microrganismos como fungos e bactérias.

“Os adjuvantes são compostos químicos seguros para serem aplicados com os agentes biológicos e que vão melhorar a ação dos defensivos e biodefensivos, apoiando uma agricultura mais sustentável, produtiva e ecologicamente responsável”, explica André Karadi, responsável pelos adjuvantes destinados à aplicação no campo da BASF para a América do Sul. “Os bioadjuvantes melhoram o desempenho de organismos biológicos como protetores de culturas”.

Os adjuvantes para biológicos são importantes para aumentar a eficiência ou modificar determinadas propriedades da solução, visando facilitar a aplicação ou minimizar possíveis fatores externos que podem comprometer o desempenho e a aplicação dos defensivos à base de microrganismos, como a contaminação por organismos patogênicos, o crescimento natural microbiano, a variação de nutrientes, interferência da umidade, a degradação causada pela radiação solar e até a forma de deposição do produto quando aplicado no cultivo. São soluções que têm origem biológica ou vegetal, biodegradabilidade, possibilidade de rotulagem e contribuição efetiva para sustentabilidade.

Segundo o banco de dados de biopesticidas e tendências da Kline & Company, de agosto de 2023, há uma projeção de crescimento do uso de biológicos. A BASF conta com um portfólio de mais de 60 produtos disponíveis, voltados para bactérias e fungos. A companhia desenvolveu protocolos para testar a compatibilidade e o desempenho dos adjuvantes com os biodefensivos, confirmados com estudos de germinação, de estufa e de campo com resultados positivos.

Os bioadjuvantes Agnique® BioHance apresentam resultados efetivos nos ensaios para patógenos como míldio, oídio, crosta, mofo branco, molde cinza, manchas das folhas, ferrugem, mancha bacteriana e requeima tardia. O uso entre 0,5 a 1,0% do Agnique Biohance nos biológicos permite obter resultados semelhantes, e em alguns casos superior, de quando são utilizados apenas defensivos químicos tradicionais, como no caso do Agnique® BioHance 100, aplicado para controle da ferrugem do milho doce ou o Agnique® BioHance 200 para controle de mofo cinza morango.

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

ACCIONA Brasil celebra ação global de voluntariado com foco em sustentabilidade Os voluntários da empresa promoveram atividades lúdicas para 460 estudantes dos bairros da
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!