Casa Pôr: obra no litoral de São Paulo desafia os limites da construção em terrenos íngremes


Casa Pôr: obra no litoral de São Paulo desafia os limites da construção em terrenos íngremes

Com 150 m² de área construída, o projeto também se distingue pelo uso do sistema construtivo em aço

Casa Pôr: obra no litoral de São Paulo desafia os limites da construção em terrenos íngremes
a integridade estrutural foi fundamental para maximizar as vistas panorâmicas do entorno

O projeto da Casa Pôr, idealizado pelo casal de arquitetos Carlito e Renata Pascucci, se destaca por desafiar os limites da construção em terrenos íngremes, além de oferecer uma intrigante fusão entre o verde da mata e o vasto azul do oceano. O empreendimento também se sobressai pelo uso de soluções estruturais em aço, incluindo uma piscina com borda infinita suspensa a 60 metros acima do nível do mar.

Localizada na Praia de Toque Toque Grande, no litoral de São Paulo, a obra mostra como a paixão pela natureza e o amor pela arquitetura se entrelaçaram para criar uma experiência sensorial única e que redefine o conceito de moradia costeira. “Encontrar este terreno foi como descobrir um tesouro escondido, uma tela em branco onde pudemos pintar nosso sonho, diz Renata”.

Assim, a arquiteta conta que a escolha do sistema construtivo em aço para a construção da residência foi impulsionada por uma combinação de fatores técnicos e estéticos, especialmente adequados às peculiaridades do terreno em declive. “A natureza esbelta e elegante das estruturas metálicas ofereceu a versatilidade necessária para a montagem neste ambiente específico, alinhando perfeitamente tanto às demandas funcionais quanto às exigências visuais do projeto”.

Outro benefício foi a agilidade no processo construtivo, facilitada pelo uso do metal, que permitiu uma execução mais rápida e eficiente, crucial em um local com as características desafiadoras encontradas no terreno. Além disso, a capacidade do aço de vencer grandes vão sem comprometer a integridade estrutural foi fundamental para maximizar as vistas panorâmicas do entorno, uma característica central do conceito da Casa Pôr.

Para o Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA), com 4 toneladas de aço empregadas em 150 m², a residência ilustra de maneira exemplar o que o uso da construção industrializada em aço pode entregar em questões arquitetônicas. A entidade ainda destaca a eficácia, a rapidez e a capacidade de minimizar resíduos como outros benefícios relevantes proporcionados pelo sistema construtivo. Aspectos que comprovam como a construção em aço podem resultar em processos mais limpos e organizados.

Sobre o CBCA

O Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) é uma entidade de classe, criada em 2002, com o objetivo de ampliar a participação da construção industrializada em aço no mercado nacional, realizando ações para sua divulgação e apoiando o seu desenvolvimento tecnológico no Brasil.

O CBCA tem como gestor o Instituto Aço Brasil e não é uma entidade comercial. Para acessar os últimos dados divulgados pela entidade, acesse: www.cbca-acobrasil.org.br/site/estatisticas.

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

HF: Tecnologias nutricionais são destaque na Hortitec 2024
HF: Tecnologias nutricionais são destaque na Hortitec 2024 Pesquisa e inovação agregam mais eficiência aos novos fertilizantes que chegam ao mercado, como o Booster
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!