Pesquisar
Close this search box.

Tera Nutrição Vegetal doa fertilizante para o primeiro curso gratuito de viticultura e enologia do Estado

Tera Nutrição Vegetal doa fertilizante para o primeiro curso gratuito de viticultura e enologia do Estado

Tera Nutrição Vegetal doa fertilizante para o primeiro curso gratuito de viticultura e enologia do Estado

A Tera Nutrição Vegetal doou adubo orgânico para cultivo de uvas em nova área da Escola Técnica Estadual Benedito Storari (Etec BeSt) de Jundiaí, na qual o Centro Paula Souza passa a oferecer o primeiro curso gratuito de viticultura e enologia do Estado de São Paulo. O lançamento do projeto ocorreu nesta quarta-feira (7), com a presença do vice-governador Felício Ramuth, do Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vahan Agopyan, do prefeito de Jundiaí Luiz Fernando Machado e outras autoridades municipais, além de profissionais e alunos da própria instituição.

Com duração de três semestres, a formação é uma oportunidade para o aluno se preparar profissionalmente para o mercado, que abrange desde o plantio de uvas até a finalização de vinhos. Os estudantes conhecerão todas as etapas do plantio da fruta, manejo das parreiras, desenvolvimento e controle dos processos de cultivo e seleção das variedades. Aprenderão, ainda, sobre colheita, processamento e elaboração de produtos vitícolas. Também fazem parte da rotina de estudos aulas em adegas e laboratórios de microvinificação, microbiologia, enoquímica, enologia, cozinha e gastronomia.

Tera Nutrição Vegetal doa fertilizante para o primeiro curso gratuito de viticultura e enologia do Estado

Para implantar a habilitação, a Etec BeSt realizou estudo de campo, mapeando o setor vitivinícola da região e do Estado, para, assim, instituir uma formação extremamente voltada à prática no manejo das uvas e na produção de vinhos. “É um curso único em São Paulo, o primeiro de nível técnico, totalmente prático e moderna tecnologia de produção de vinhos e de uvas. Tem como intuito colocar definitivamente o vinho paulista no mapa de produção nacional do setor”, explica o coordenador do curso, Adilson Amatto.

Segundo Amatto, o projeto começou a ser planejado e viabilizado em 2009, totalizando 14 anos de incubação das ideias, planejamento e execução das etapas. “O curso atenderá produtores de vinhos da região e do Estado, como também todo o setor vitícola”.

Isabel Cristina, diretora do Departamento de Agronegócio da Prefeitura de Jundiaí, ressalta que o curso será importante para ensinar novas tecnologias de produção, visto que muitos produtores da região estão acostumados a produzir da maneira que os avós faziam. Para ela, o projeto tem grande relevância para a cidade de Jundiaí, que é nacionalmente conhecida pela produção da uva Niagara Rosada. “Este ano, a cidade celebra 90 anos da mutação somática natural da espécie, que ocorreu no bairro de Traviú. É por conta dessa mutação que a cidade é conhecida como Terra da Uva”.

O técnico formado em Viticultura e Enologia poderá trabalhar em áreas diversas, como propriedades vinícolas, vitícolas e vitivinícolas, envasadoras e estandardizadoras, processamento industrial ou artesanal de vinhos e laboratórios de controle de qualidade. Há, ainda, o campo do turismo enogastronômico e rural e as empresas de comercialização e operação de máquinas e equipamentos vitivinícolas. O parreiral da Etec destinado ao curso, que conta com o fertilizante da Tera Nutrição Vegetal, já está produzindo frutos.

“É muito gratificante contribuir com a formação de novos profissionais que irão somar nesse segmento tão importante para a economia do Estado. Sempre que possível, a Tera Nutrição Vegetal está incentivando projetos, por meio de parcerias como essa junto a ETEC Best, que visam o desenvolvimento técnico para fomentar o agronegócio”, afirma a diretora comercial, Lívia Baldo.

Tera Nutrição Vegetal doa fertilizante para o primeiro curso gratuito de viticultura e enologia do Estado

Sobre a Tera Nutrição Vegetal

A Tera Nutrição Vegetal é responsável pela representação e comercialização de fertilizante orgânico produzido por meio da compostagem termofílica em escala industrial desenvolvida pela Tera Ambiental, no município de Jundiaí/SP. Além de ambientalmente sustentáveis, pois têm origem na reciclagem de resíduos orgânicos urbanos, industriais e agroindustriais, o grande potencial do adubo está em seu conteúdo de matéria orgânica, substâncias húmicas, microrganismos, macro e micronutrientes.

Por isso, o fertilizante proporciona múltiplos benefícios ao sistema solo-planta, desde os aspectos nutricionais dos vegetais e melhorias nas propriedades físicas, químicas e biológicas da terra, até sua capacidade de supressão de fitopatógenos, promovendo de todas as formas ganhos de produtividade. Pode ser utilizado em qualquer cultura. Destacam-se o café, cana-de-açúcar, grãos, citros, frutíferas tropicais e de clima temperado, florestas de eucalipto, hortaliças, tubérculos, pastagens, parques, jardins, floreiras e plantas ornamentais. O produto pode ser encontrado a granel.

 

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Mineradora de ouro chinesa escolhe soluções subterrâneas da Epiroc. Foto: A carregadeira subterrânea Epiroc Scooptram ST1030 está entre as várias soluções adquiridas para ampliar
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!