Capacidade de carga dos misturadores de ração merece atenção do pecuarista

Capacidade de carga dos misturadores de ração merece atenção do pecuarista

Ao levar em conta apenas a limite volumétrico na hora de adquirir um equipamento para nutrição dos bovinos, pode-se ter menor produtividade e rentabilidade

Capacidade de carga dos misturadores de ração merece atenção do pecuarista

A nutrição de bovinos, seja ela em confinamento, semiconfinamento ou TIP (Terminação intensiva a pasto) é algo que necessita ser altamente eficiente para garantir o fornecimento dos alimentos aos animais no momento certo, da maneira precisa, para consequentemente contribuir com ganho de peso. Para que esse manejo seja bem executado, equipamentos como os misturadores de ração são essenciais na operação, portanto a escolha deve ser planejada. O problema é que é justamente neste momento que muitos pecuaristas estão perdendo dinheiro ao comprar equipamentos considerando apenas capacidade volumétrica, sem se atentar ao mais importante: a capacidade de carga dos mesmos, que muitas vezes é baixa.

Para entender melhor o que ocorre, é preciso saber a diferença entre capacidade de carga e a volumétrica. A capacidade de carga (toneladas) é o peso máximo que algo pode carregar. Por exemplo, um elevador pode ter uma capacidade de carga de 1 tonelada, o que significa que ele pode transportar até 1.000 quilos de pessoas e objetos de uma vez. A capacidade volumétrica (m³) é o espaço interno que algo pode ser preenchido. Por exemplo, uma caixa pode ter uma capacidade de 1 metro cúbico, que é o espaço que uma grande quantidade de objetos pode ocupar dentro dela.

Ao não ter clara essa distinção, muito produtor acaba se enganando na hora de escolher o misturador de ração. De acordo com a engenheira mecânica, Mariana Rodrigues, Diretora de Operações e Marketing da Siltomac, há misturadores no mercado que são oferecidos com capacidade de volume 29m³, contudo quando se analisa a parte técnica, o limite de carga é de apenas 11 toneladas.

Para quem utiliza ração farelada na dieta (que é mais densa), este é um problema, pois o pecuarista não chegará naquele volume destacado pelo fabricante e irá esbarrar na capacidade de carga. “Por outro lado, se a dieta fornecida for somente com volumoso, aí sim faz sentido levar em conta a capacidade volumétrica que limitará a carga máxima do insumo”, detalhou a profissional.

Alternativas eficientes

De acordo com Luís Henrique Rissatto Filho, Coordenador de Marketing da Siltomac, o que se tem observado principalmente nas últimas feiras, eventos e encontros técnicos com produtores, é que a cada ano cresce a demanda e necessidade por equipamentos maiores. Esse interesse é tanto em capacidade de volume, quanto de carga na aplicação de confinamentos para proporcionar maior produtividade.

Neste sentido, a Siltomac oferece um portfólio completo de misturadores para as mais variadas necessidades no campo. “Pensando em capacidade de carga podemos destacar a Linha R, composta por soluções que utilizam correntes de engrenagens na transmissão, e a Linha RR, que são os misturadores utilizam redutores planetários na transmissão, a chamada Transmissão Inteligente, sem correntes ou engrenagens. Porém a parte interna de ambas as linhas são iguais”, apontou.

Entre os destaques da empresa está o premiado Misturador Acoplado 25.7RR que, inclusive, chamou a atenção do público visitante da Agrishow, em Ribeirão Preto/SP. Na oportunidade foi apresentada uma versão exclusiva para o evento.

O modelo se destacou não somente por ser robusto, mas também por otimizar os processos de manejo da alimentação dos bovinos, promovendo a mistura e a distribuição de ração nos cochos e oferecendo até 98% de homogeneidade. “O nosso misturador de 25.7m³, por exemplo, tem capacidade de carga de 12 toneladas (maior que do misturador de 29m³ do concorrente). Além disso, agora temos também o misturador de 32m³, com capacidade de carga de 15 toneladas. Resumidamente os nossos equipamentos suportam uma carga maior por m³, finaliza Rissatto Filho.

Sobre – Fundada há mais de 50 anos, a Siltomac é pioneira em equipamentos para pecuária no Brasil. Sediada em São Carlos/SP, a empresa desenvolve e disponibiliza inovações tecnológicas para mecanização e automação da nutrição animal a partir de oito unidades industriais. A companhia atua também com agricultura, pecuária e com frigorífico.

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Ferrovia de MT é responsável por 62,1% do saldo de empregos em infraestrutura no estado no 1º tri de 2024
Ferrovia de MT é responsável por 62,1% do saldo de empregos em infraestrutura no estado no 1º tri de 2024 Ao todo, o saldo
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!