Agricultores que utilizaram cultivares com genética GDM vencem em diversas categorias do 16º Desafio Nacional de Máxima Produtividade da Soja

 

Agricultores que utilizaram cultivares com genética GDM vencem em diversas categorias do 16º Desafio Nacional de Máxima Produtividade da Soja

Agricultores que utilizaram cultivares com genética GDM vencem em diversas categorias do 16º Desafio Nacional de Máxima Produtividade da Soja

Premiação reconhece agricultores que mais se destacam na busca por produzir mais sem aumento de área

 

Foram divulgados no último dia 4 de julho os vencedores do Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, concurso promovido pelo CESB (Comitê Estratégico Soja Brasil). Os ganhadores foram conhecidos durante o Fórum Nacional de Máxima Produtividade de Soja. Na ocasião, foram apresentados os números inéditos dos Campeões de Máxima Produtividade da Safra 23/24 do CESB. O grande campeão, inclusive, foi o vencedor da região sul, Ernest Milla Agrícola, de Candói/PR, que utilizou cultivar Brasmax Zeus IPRO.

Todos os vencedores da categoria sequeiro de cada região do país utilizaram cultivares com genética GDM. São eles:

  • Região Sul – Produtor Ernest Milla Agrícola – Candói/PR – Cultivar Brasmax Zeus IPRO;
  • Região Sudeste – Produtor João Lincon Reis Veiga – Nepomuceno/MG – Cultivar Brasmax Zeus IPRO;
  • Região Centro-Oeste – Produtor Reunidas Baumgart – Rio Verde/GO – Cultivar NEO 790 IPRO;
  • Região Nordeste – Produtor Ralf Karly – Baixa Grande do Ribeiro/PI – Cultivar Brasmax Olimpo IPRO;
  • Região Norte – Produtor Isabel da Cunha – Mateiros/TO – Brasmax Domínio IPRO.

“Para a GDM, é uma satisfação entregar cultivares com genética de alta qualidade, as quais possibilitam os agricultores explorarem o máximo da performance produtiva e os leva a serem campeões de concursos de produtividade no Brasil. Esse é o foco do nosso trabalho”, destaca Kleber Santos, gerente de Marketing da GDM, empresa líder global em genética de plantas de cultivos extensivos, presente em todos os mercados relevantes do mundo, que contribui para a produtividade agrícola de forma sustentável.

Em mais de 20 anos de presença no território brasileiro, por meio de suas marcas comerciais, a GDM já lançou mais de 150 cultivares. De acordo com Nizio Giasson, gerente de Pesquisa Soja da GDM Brasil, o trabalho da companhia está totalmente alinhado às necessidades produtivas do agricultor e o compromisso da GDM é lançar variedades cada vez mais superiores em performance. “Pensamos sempre em formas de aumentar em ganhos de produtividade ou mesmo no menor uso de defensivos agrícolas. A ideia sempre é ser mais eficiente com os recursos que os agricultores possuem”, afirma.

Para o futuro, de acordo com Kleber Santos, os agricultores podem esperar o mesmo foco e determinação que a companhia tem destinado no desenvolvimento de materiais cada vez mais produtivos. “Resultados como esses só fortalecem nosso compromisso em levar produtos superiores para as distintas lavouras em todas as regiões brasileiras”, ressalta.

Mais sobre o Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja

O Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja foi criado em 2008 pelo CESB, entidade sem fins lucrativos formados por profissionais e pesquisadores de diversas áreas que se uniram em prol da sojicultura nacional. O objetivo do grupo é servir como uma inspiração para todos os sojicultores do Brasil, funcionando como um propulsor à demanda crescente por alimentos no planeta.

“A Missão do Desafio é produzir mais e no mesmo espaço, utilizando pesquisas, tecnologias e a sustentabilidade como pilares para alcance dos maiores índices de produtividade de soja”, afirma a entidade em seu site.

O objetivo tem sido alcançado, na medida em que, ano após ano, produtores tem rompido patamares de produtividade no Desafio. Vale lembrar que a produção nacional da soja se encontra, atualmente, entre 50 sacas por hectare.

Excelência em pesquisa

A GDM é destaque global em melhoramento genético de plantas. A empresa investe alto em pesquisa e desenvolvimento e comercialização de variedades, destinando cerca de 15% de seu faturamento nas áreas de Pesquisa e Desenvolvimento. Em 2023, foram investidos cerca de R$ 200 milhões nas atividades desses setores e dos 1.800 colaboradores da companhia no mundo, cerca de 64% desempenham atividades relacionadas a P&D.

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Videoconferência referente as Principais Mudanças da Nova Lei de Licitações nº14.133/21 e os Impactos nas Contratações Públicas. DATA: 22,23, 24 e 25 de Julho
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!