Com investimento de R$ 22 milhões, Galvani inicia projeto para se tornar…

Com investimento de R$ 22 milhões, Galvani inicia projeto para se tornar autossuficiente em biomassa em 2029

Com investimento de R$ 22 milhões, Galvani inicia projeto para se tornar autossuficiente em biomassa em 2029

Empresa produtora de fertilizantes fosfatados vai plantar área equivalente a mais de mil campos de futebol 

Para reforçar seu compromisso com a sustentabilidade, a Galvani, uma das maiores produtoras de fertilizantes fosfatados do país, anuncia o início do projeto de formação florestal que vai tornar a empresa autossuficiente na geração de energia a partir de biomassa em 2029.

Para tanto, até abril de 2024, a Galvani prevê o plantio e o crescimento de uma floresta de eucaliptos em uma área equivalente a mais de mil campos de futebol (cerca de 1,3 mil hectares). As mais de 1,3 milhão de árvores plantadas serão distribuídas em três fazendas de propriedade da empresa, localizadas na cidade de Barreiras, município vizinho a Luís Eduardo Magalhães, na Bahia, onde a Galvani opera um complexo industrial que produz cerca de 700 mil toneladas de fertilizantes fosfatados por ano.

A expectativa é que, ao final do ciclo florestal, a partir de 2029, o plantio gere mais de 260 mil toneladas de biomassa. Este volume será suficiente para abastecer integralmente a fábrica de fertilizantes localizada no Oeste da Bahia. Com investimento de R$ 22 milhões, a empresa prevê a redução de 40% nos custos de aquisição da matéria e reforça seu compromisso com a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente.

 Com investimento de R$ 22 milhões, Galvani inicia projeto para se tornar autossuficiente em biomassa em 2029

“Além de contribuir com projetos sociais, educacionais e culturais, temos nos debruçado na implantação de projetos cada vez mais sustentáveis, e a autossuficiência em biomassa, com o plantio de eucaliptos, está alinhada aos nossos objetivos e ao nosso empenho para a preservação da fauna e flora”, informa Marcelo Silvestre, diretor-presidente da Galvani.

Compromisso com a sustentabilidade

Recentemente, a Galvani conquistou o seu primeiro financiamento verde para um projeto de gestão de recursos hídricos em sua fábrica de fertilizantes em Luís Eduardo Magalhães. A ação tem como objetivo reduzir em 50% o consumo de água de poço artesiano na unidade por meio de uma infraestrutura que irá captar, armazenar e reciclar a água das chuvas. Também será implantada uma estação de tratamento desta água pluvial captada no Complexo Industrial de Luís Eduardo Magalhães.

O novo sistema de armazenamento e tratamento, terá capacidade de gerar 140 mil m³ de água tratada por ano e deve entrar em operação em dezembro deste ano.

 

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Guindaste todo terreno: versatilidade e robustez nas tarefas Equipamento é referência em trabalhos de içamento tradicionais e complexos, além de garantir locomoção em qualquer
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!