Carregadeiras de rodas: conforto e performance nas aplicações

Na família das máquinas pesadas, a pá carregadeira está entre os equipamentos indispensáveis para a produtividade nos canteiros de obras. As carregadeiras podem reduzir consideravelmente o tempo de movimentação de diversos materiais.

Trata-se de um trator (esteiras ou rodas) com uma pá na frente para realizar diversas aplicações, que não se restringem à construção civil, como carregamento de objetos, terras, minérios, escavação de terrenos e terraplanagem.  Neste comparativo, a EeMáquinas apresenta cinco modelos de pás carregadeiras sobre rodas reconhecidos no mercado por entregarem potência, conforto ao operador e produtividade. Conheça as vantagens de cada um para suas aplicações.

CASE 721E

Conforto, eficiência e a produtividade faz da pá carregadeira 721E uma máquina de destaque no mercado. O motor, com três curvas de potência, permite selecionar a melhor opção de acordo com a necessidade da sua obra. De acordo com a CASE, o equipamento ainda possui o melhor índice de serviços de manutenção da categoria. E para quem precisa de versatilidade, essa máquina também conta com as versões fertilizante e canavieira, com características exclusivas para atender às necessidades pesadas que esses segmentos exigem.

O modelo 721E une peso operacional de 14,8 toneladas, capacidade da caçamba de 2,5 m³ e motor CASE/FPT de 195 hp, com certificação MAR I/Tier III e três curvas de potência, que possibilita adaptação à aplicação, de acordo com a necessidade da obra.

Para a fabricante, as pás carregadeiras na versão “E” garantem qualidade e eficiência nas aplicações. A empresa destaca que os modelos unem potência, controle e agilidade para obras de construção, terraplanagem, mineração e carregamento de insumos em geral.

O modelo oferece também, segundo a marca, o melhor índice de serviço de manutenção da categoria. Com destaque ao capô traseiro acionado eletricamente, que proporciona acesso completo ao motor e facilita os serviços de manutenção diária. Além disso, todos os pontos de manutenção ficam ao nível do solo para operar em menor tempo de parada de máquina.

O equipamento tem discos de freios que duram cerca de três vezes mais, óleo do motor, filtro do motor e filtro de ar com necessidade de troca duas vezes menor do que na versão anterior; e líquido de arrefecimento, quatro vezes menor. O que representa menor custo de manutenção e maior disponibilidade de máquina.

As cabines das pás carregadeiras Série E com certificação ROPS/FOPS foram projetadas com a ergonomia necessária para oferecer conforto ao operador e mais produtividade na aplicação. Espaçosas, elas proporcionam visibilidade em toda a área de trabalho.

A CASE considera que o operador que trabalha confortavelmente é um operador produtivo. Por isso, a marca incorporou os melhores itens em suas cabines da Série E para o conforto e a produtividade. A grande área envidraçada permite ao operador uma melhor visibilidade em todos os lugares do canteiro de obras.

A linha de visão na parte traseira foi melhorada graças à maior inclinação do capô. O assento ajustável, com suspensão, o maior espaço para as pernas, a maior altura da cabine, os controles com disposição inteligente e um sistema de diagnóstico de bordo proporcionam ao operador um controle total das operações.

Os motores, com duas curvas de potência (621E) e três curvas de potência (721E e 821E), permitem selecionar a melhor opção de acordo com a necessidade da sua aplicação. Com certificação MAR-I/Tier 3 de emissão de poluentes e gerenciamento eletrônico, os motores têm a otimização perfeita entre alta potência e baixo consumo.

Por ter excelente pacote de serviços e manutenção da categoria, as pás carregadeiras Série E proporcionam mais facilidade e rapidez nas manutenções diárias e maior disponibilidade para produzir.

Projetadas para encarar qualquer desafio, elas têm grande estabilidade, tração superior, potência para desagregar/empurrar, capacidade de elevação e operação silenciosa.

Suas inovações tecnológicas fazem delas as mais produtivas do mercado. Seu sistema, hidráulico sensível a carga (Load Sensing), permite desagregação e capacidade de levantamento superiores.

O módulo de arrefecimento montado no meio da máquina (cooling box), exclusivamente da CASE, torna essas pás carregadeiras mais eficientes quanto à economia de combustível. Elas apresentam grande durabilidade e são bastante confiáveis, mesmo nos ambientes mais empoeirados.

Cat® 938K

A carregadeira Cat® de pequeno porte 938K foi projetada para fornecer o melhor conforto, desempenho e eficiência de combustível de suas classes.

De acordo com a fabricante, entre as principais características estão um eficiente sistema de comando hidráulico controlado eletronicamente,  nova  articulação  da  pá carregadeira com barra em Z, compartimento do operador redefinido e uma opção de acopladores e caçambas para melhor correspondência da máquina à aplicação. Outros atributos são o trem de força e hidráulica mais eficientes.

O motor Cat  C7.1  ACERT™  alimenta  a carregadeira  Cat  Série  K  e  funciona  de maneira eficiente com a máquina para oferecer economia de combustível, segundo testes da empresa, de até 25%  em  comparação  com  os  modelos  da  série  anterior.  Um sistema de filtragem de combustível melhorado apresenta um  filtro  duplo de  combustível, com  capacidade aprimorada de retenção de sujeira que propicia maior vida útil.

A configuração de rotação nominal do motor C7.1  ACERT  de  1600 rpm ou 1.800  rpm quando acionado o botão de mais potência (HP+),  em  comparação  com  as  2.415 rpm  da  Série  H,  contribui de  modo  significativo  para  o  consumo  reduzido  de combustível, menores desgastes e níveis  de ruído. Um sistema de desligamento da marcha lenta do motor ainda reduz o consumo de combustível.

O modelo da Série K é equipado com um sistema de transmissão hidrostática contínua, com quatro faixas de velocidade que permite controle independente de velocidade de deslocamento  e  velocidade  do  motor  para  operação  eficiente  de ferramentas de trabalho acionadas de forma hidráulica, e opções de configuração através do monitor touch screen na Cabine.

Um sistema de controle da força de tração controlado pelo operador  adapta o equipamento às condições do terreno de forma que  o desgaste dos pneus sejam reduzidos, e um bloqueio do diferencial frontal melhora a tração. As bombas hidráulicas de fluxo variável com detecção de carga para o implemento e os  sistemas  de  direção  reduzem  o  desperdício de  potência  visando  a  eficiência  de combustível  e   maximizando o desempenho  de  várias  funções.

A carregadeira  Cat Série  K  também  incorpora  a  característica  de  amortecimento  eletrônico  nas posições  de  curso.  Os intervalos de serviço do filtro hidráulico são estendidos para 2.000 horas.

A articulação da carregadeira Cat com barra em Z otimizada mescla a potência de desagregação da articulação em Z com as características de levantamento paralelo e manipulação de carga da articulação do Cat VersaLink™.  A articulação está disponível nas configurações padrão e de longo alcance nos modelos 930K e 938K e aceita ferramentas  com  pinos  ou  engate  rápido  Cat  Fusion™.

No quesito comodidades para o operador, a cabine apresenta controle de temperatura automático, para-brisa frontal, coluna de direção com regulagem de inclinação e altura, além de um painel de controle touch screen. O joystick eletrônico para controle de implemento é montado no assento, e por isso oferece mais conforto e ergonomia, é ajustável e  incorpora  controles  integrais  para  as linhas hidráulicas  auxiliares,  mudança  de  direção  e trava do diferencial.

A máquina proporciona níveis de ruído reduzidos de 74 dB (A) para 71 dB (A) nos modelos da Série K. As funções  de amortecimento de fim de curso para  levantamento,  abaixamento  e  inclinação  da caçamba são  padrão  e  facilmente  programáveis  ao toque de um botão  no painel secundário.

O freio de estacionamento eletrônico simplifica a operação, e  as  informações  vitais e diagnósticos  da  máquina também são mostradas  de  maneira  gráfica  e digital no painel secundário touch screen.

O visor funciona em conjunto com o painel principal  para  fornecer  ajustes  em  tempo  real  para  o  fluxo  da  terceira função,  trava  do  acelerador,  controle  da  força  de  tração  nas  rodas, comtroles do implemento, velocidade de deslocamento entre outras inúmeras funções.  O visor  também  funciona  como  uma  tela  para  um sistema de câmera retrovisora e sistema de detecção de objetos opcional.

Doosan DL250

Oferecer ainda mais valor ao usuário final. Esse é o conceito da nova pá carregadeira DL250 desenvolvida pela Doosan, que desenvolveu o equipamento pensando no conforto e desempenho do operador. Ao projetar a DL250, a fabricante colocou o operador no centro das suas metas de desenvolvimento.

De acordo com a fabricante, a pá carregadeira DL250 possui todas as vantagens do modelo anterior e avançou com novos benefícios: mais espaço, melhor visibilidade, ar condicionado, um assento muito confortável, suficiente espaço para armazenamento. Todos esses elementos asseguram que o operador possa trabalhar por horas a fio em excelentes condições.

O novo modelo oferece aumento da produção devido ao uso de um motor de nova geração “Common rail” e a sincronização excelente entre o sistema de tração e hidráulico.

Outros destaques são o uso de novos materiais de alto desempenho e o desenvolvimento de novas técnicas de design estrutural assistidas por computador e através de programas de testes sistemáticos. Tudo isso combinado para aumentar a vida útil dos componentes principais da máquina e para reduzir os custos operacionais.

Em relação ao desempenho, a máquina oferece potência e inteligência perfeitamente integradas. A Doosan destaca que, quando uma potência excepcional é combinada com um acabamento da melhor qualidade, a carregadeira de rodas atinge o pico do seu desempenho, assim o objetivo é que a carregadeira DL250 proporcione produtividade extraordinária.

Isso porque, de um lado, a impressionante força de escavação permite trabalhar com os materiais mais duros e, de outro, a alta potência de tração facilita a penetração. Com um potente sistema hidráulico, o operador pode trabalhar rápido e com potência.

Sabendo que a carregadeira Doosan é um produto robusto, confiável e com grande reserva de potência, o operador pode confiar nela para trabalhos por longos períodos. Para a marca, confiabilidade significa acima de tudo durabilidade, disponibilidade, acessibilidade e simplicidade.

A DL250 proporciona grande potência de escavação que permite que os materiais mais duros sejam eliminados e, por outro lado, mantém uma alta potência de tração que permite que esta penetração seja realizada de forma mais fácil. Com um sistema hidráulico poderoso, o operador poderá trabalhar facilmente e de forma muito eficaz. O motor eletrônico “Common Rail” DL06 Doosan fica no coração da pá-carregadeira.

A Doosan destaca ainda que o motor apresenta grande potência e torque. Com 4 válvulas por cilindro e controle eletrônico, o processo de combustão foi melhorado e as emissões reduzidas, minimizando a poluição. Com um torque maior e uma reserva mais generosa permite o uso eficiente da potência pelo sistema hidráulico. Um torque maior significa maior agilidade da pá-carregadeira durante a condução. O motor possui dois modos de operação: “padrão” e “econômico”.

A transmissão é particularmente suave e as relações de transmissão foram melhoradas. A empresa afirma que não há impactos, o que resulta em um alto nível de conforto para o operador.

A força de tração foi melhorada para todas as condições de operação. A combinação destas características permite que a pá carregadeira mantenha uma alta velocidade em qualquer condição e favoreça a penetração e preenchimento da caçamba em cada ciclo.

A transmissão possui três modos de operação: manual, automática (todas as mudanças de marcha são automáticas); semiautomática (automática, com função “kick-down” para a primeira marcha).

Outro benefício da nova versão de carregadeira da Doosan é a facilidade de manutenção. As operações são breves e simples feitas em longos intervalos, o que, segundo a fabricante, aumenta a disponibilidade do equipamento no canteiro de obras. A Doosan desenvolveu a DL250 pensando em alta lucratividade para o usuário. Um design pensado em cada detalhe garante ótima confiabilidade e gastos de manutenção reduzidos.

John Deere 624K-II

A pá-carregadeira 624K-II, uma das apostas da John Deere no setor, possui caçamba de 2,7m³, além de substancial força de desagregação e peso operacional. O equipamento conta com motor Diesel John Deere PowerTech™ EPA Tier3/Euro IIIA/MAR-1, que oferece grande potência e capacidade de empuxo, com até 10% de redução no consumo de combustível, em comparação ao modelo anterior, além de também dispor da maior carga de tombamento da categoria.

O equipamento ainda possui o exclusivo sistema Quad-Cool™, com acesso fácil para limpeza e manutenção dos radiadores, com maior eficiência nas trocas de calor. De acordo com a fabricante, oferece economia de combustível e a agilidade, que são itens fundamentais em qualquer operação, seja de construção, agrícola ou industrial. Os itens de segurança trazem partida sem chave e opcional de câmera traseira, com sistema de detecção de objetos por radar (RODS).

Todas estas características têm o objetivo de oferecer maior produtividade, aumento da disponibilidade mecânica e redução dos custos operacionais. A pá-carregadeira conta com transmissão de cinco velocidades como padrão e um inovador sistema de neutralização adaptativa, com o qual a máquina neutraliza a transmissão de forma automática, assegurando maior eficiência na operação.

O equipamento ainda possui uma versão exclusiva para movimentação de materiais leves, como cana-de-açúcar ou cavaco de madeira, com caçamba de 5,4 m³, adequada para as densidades dos materiais movimentados neste uso, e que oferece maior produtividade para usinas de cana e clientes florestais, que operam 24 horas por dia.

Além disso, para aplicações severas, a máquina vem configurada com eixo traseiro desenvolvido especificamente para este equipamento, sistema automático de reversão do ventilador do motor para expulsar resíduos acumulados, controle de patinagem das rodas para oferecer melhor tração e menor desgaste dos pneus e os pré-filtros de ar e combustível projetados para ambientes severos.

A pá-carregadeira 624K-II possui o sistema JDLink™, uma solução de telemática, que permite o gerenciamento das operações de qualquer lugar, a qualquer instante, a partir de uma conexão com a internet. A capacidade de coletar e processar as informações possibilita que os clientes gerenciem a disponibilidade, o desempenho e os custos de produção das máquinas e do negócio, além de terem melhores diagnósticos remotos e receberem alertas de manutenção preventiva.

Komatsu WA320-6

A Komatsu possui 10 modelos de carregadeiras de rodas, voltadas para os mais variados segmentos de mercado e necessidades dos clientes. No Brasil a maior demanda está nos modelos WA200-6 e WA320-6, produzidas na fábrica de Suzano, em São Paulo.

A série 6 está consolidada no mercado com produção local desde 2014, garantindo a confiabilidade do produto e certificadas para atuarem em diversas operações, tais como construção, indústria e agricultura. Esses modelos também se adequam a operações com configurações especiais, como fertilizante, movimentação de bagaço e armazéns de grãos e açúcar.

A WA200-6 vem equipada com motor Tier 3 com potência de 126 HP, peso operacional de 10.560 kg e caçamba com capacidade de 2,0 m³. Já a WA320-6 possui motor Tier 3 com 6 cilindros e potência líquida de 167 HP, com peso operacional de 14.550 kg e caçamba de 2,7 m³. Ambas carregadeiras estão equipadas com cabina ROFS/FOPS fechada e equipada com ar condicionado.

Os dois modelos são equipados com transmissão hidrostática, que permite o operador a ajustar de forma independente a velocidade e o controle de tração nas rodas, proporcionando menor tempo de ciclo, menor desgaste de pneus e baixo consumo de combustível. Além disso, o cliente se beneficia de menores custos de manutenção devido a utilização de menor quantidade de óleo (apenas 5 litros) e também menor número de peças no sistema hidrostático, diferente das transmissões convencionais que possuem dezenas de engrenagens e rolamentos que trabalham em mais de 20 litros de fluído de transmissão.

A WA200-6 e WA320-6 possuem um sistema de controle de tração exclusivo, que permite ao operador o ajuste em 4 opções de esforços de tração para as mais variadas condições de terreno, reduzindo a patinagem das rodas e melhorando a eficiência da operação.

O ventilador reversível com acionamento manual ou automático permite que o equipamento trabalhe em operações severas, com grande volume de materiais particulados, pois realizam a limpeza do radiador, sem que o operador tenha que fazer a parada do equipamento. Este sistema previne que estes materiais venham a obstruir o sistema de arrefecimento, evitando o aquecimento e falhas no equipamento

A Komatsu destaca-se pela qualidade e confiabilidade de seus produtos e por isso desde a fundação de sua fábrica em Suzano/SP, em 1975, possui o processo de fundição própria, sendo responsável pela fabricação das peças mais importantes que compõem o equipamento (chassis, lanças, braço, eixos, entro outros) para toda a linha de equipamentos produzidos no Brasil. Além disso, exporta peças de desgaste e de equipamentos de mineração para diversas plantas da marca, espalhadas pelo mundo. A peça fundida tem como característica uma grande durabilidade contra torções e impactos.

Assim como toda a linha oferecida no Brasil, as duas carregadeiras também saem de fábrica equipadas com o KOMTRAX, o mais avançado sistema de monitoramento remoto do mercado, com mais de 12.500 máquinas monitoradas no país. O sistema de gestão de frotas oferece diversas informações, desde avisos operacionais e de manutenção até de comunicação com a cabine do, podendo ser acessado através do PC, tablet ou smartphones.

Como opcional, a rede de distribuidores da Komatsu oferece o PMPK, o exclusivo programa de manutenção preventiva da Komatsu. Com ele, o equipamento é entregue pelo distribuidor Komatsu com as manutenções preventivas até as 2.000 horas ou de acordo com a necessidade, tornando o negócio mais produtivo. O programa oferece lubrificantes e peças genuínas, manutenção técnica especializada, análise de lubrificantes, inspeção preventiva, entre outros benefícios.

[embeddoc url=”https://eaemaq.com.br/wp-content/uploads/2020/02/FICHA-TÉCNICA-ED.101.xlsx” download=”all” viewer=”microsoft”]

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Escavadeiras da Link-Belt operam na construção de tanques para piscicultura Clientes com operações diversificadas contam com a produtividade das escavadeiras como aliada A piscicultura
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Sobre Nós

A Revista EaeMáquinas, de circulação bimestral, é o melhor guia de compras do setor de máquinas; relacionando as empresas, revendas e distribuidoras de equipamentos, peças, prestadores de serviços e notícias relacionadas ao mercado.

Contato: atendimento@eaemaq.com.br — Tel.:11- 4604-8046

Siga-nos

Deixe seu Email para acompanhar as novidades

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!