Empilhadeiras elétricas: tecnologia, agilidade e baixo custo operacional

Empilhadeiras elétricas: tecnologia, agilidade e baixo custo operacional

Empilhadeiras elétricas: tecnologia, agilidade e baixo custo operacional

 

A área de logística nas empresas é um setor essencial para o desenvolvimento do país, pois ele é responsável, entre outras tarefas, em fazer o gerenciamento do fluxo das mercadorias para as regiões de consumo. Para que as companhias realizem este trabalho de forma ágil e prática, é preciso disponibilizar equipamentos de qualidade para as operações como as empilhadeiras.

 

As máquinas, que podem ser encontradas nas versões: elétrica, hidráulica ou movida a combustão, são fundamentais no dia a dia das indústrias, porque facilitam o trabalho de transporte, movimentação, empilhamento e carregamento de materiais, podendo suportar diferentes níveis de peso e serem usadas em ambientes internos ou externos.

No mercado brasileiro, existem vários modelos de empilhadeiras para atender às diferentes necessidades. Os equipamentos devem ser operados por funcionários capacitados e conter os itens de segurança adequados para uma operação sem risco de acidente. No comparativo desta edição da Revista EAE Máquinas vamos apresentar as melhores empilhadeiras elétricas de sua categoria.

CLARK GEX 40/45/50

Se você procura por produtividade, a série CLARK GEX 40/45/50, foi projetada com este objetivo. O equipamento conta com dois motores AC, isentos de manutenção, de 11,3 kW, que tracionam as rodas dianteiras e com uma tecnologia de corrente trifásica de 80 volts que asseguram aceleração e alto desempenho nas operações.

A empilhadeira possui três sistemas de freio independentes (elétrico, pedal e freio de estacionamento). A empresa explica que os freios a discos múltiplos imersos em óleo totalmente blindados, de pedal e estacionamento fornecem um desempenho constante de frenagem em todas as condições.

Já os freios elétricos regenerativos retornam energia para a bateria durante cada ação de frenagem. “Este processo economiza consumo de energia, reduz o desgaste dos freios e prolonga o tempo de condução para cada carga da bateria”, informa.

“Se a direção de condução for alterada por operação da alavanca de direção, a eletrônica assegura”, informa a empresa. Já os pedais são em configuração automotiva, com controles manuais facilmente acessíveis para as operações de direção e elevação maximizam o conforto e produtividade dos operadores.

Os dados operacionais essenciais são exibidos em tempo real em um painel colorido, com três modos de operação programáveis individualmente (Economia-Normal-Potência) assim como uma função adicional de baixa velocidade.

Mesmo na posição máxima da direção, a partida suave e controle são mantidos devido à tração independente da roda dianteira. “Dependendo do ângulo de esterçamento das rodas, a velocidade e a direção de rotação das rodas dianteiras são controladas, evitando assim o desgaste desnecessário dos pneus”, frisa a empresa.

Outra vantagem desta série é que sua operação é silenciosa e sem poluentes. Apropriada para aplicações externas. O intertravamento dos perfis fornece elevada resistência mecânica e segurança melhorada, mesmo em altos níveis. “Roletes inclinados blindados minimizam a deflexão e podem ser ajustados sem grande desmontagem”, relata a marca.

Hyster® J5.0XN

Quem procura versatilidade esta é uma das características da empilhadeira Hyster® J5.0XN que propõe força, sustentabilidade e tecnologia em um só equipamento, oferecendo soluções como baterias de íon lítio e o sistema de telemetria, para o gerenciamento da frota, o que possibilita mais controle.

“Operar com a J5.0XN significa contar com uma máquina de 80v, com dois motores de correntes alternadas nas rodas de tração dianteira, projetada para suportar uma alta capacidade de carga”, informa a marca.

O produto, diz a empresa, foi idealizado e concebido para oferecer mais segurança na operação, com um conjunto ergonômico que trabalha para diminuir a fadiga do operador com torres com ótima visibilidade da carga, controles e acessórios ajustáveis. “Isso tudo contribui para aumentar a produtividade em todo o processo”, destaca.

A J5.0 XN entrega recursos que contribuem para um menor custo operacional, menor desgaste e maior vida útil dos componentes, impactando positivamente no TCO – Custo Total de Propriedade. Cabe lembrar que, ao avaliar os custos de propriedade, o cliente não irá contabilizar somente o valor inicial da aquisição do equipamento, mas o investimento total ao longo da sua vida útil.

Para ajudar a entender melhor sobre os custos da operação, a companhia conta uma rede de distribuidores em todo o território nacional, para orientar o cliente em todo o processo desde a aquisição e ao longo da vida útil da máquina

JUNGHEINRICH EFG 535-S50

As empilhadeiras elétricas contrabalançadas de quatro rodas, EFG Série 5, da Jungheinrich são os equipamentos ideais para os trabalhos mais difíceis tanto em ambiente interno como externo.

O modelo EFG 535-S50 é capaz de realizar tarefas com uma altura de elevação de 2480-7500 mm e tem capacidade de carga de 3500-5000 kg. Outra característica é a troca de bateria que pode ser feita de maneira segura e sem auxílio de equipamentos de içamento, além da opção para o uso de baterias de ion-lítio que não precisam ser trocadas.

As configurações para fabricação do equipamento são personalizadas e flexíveis e o posto de trabalho é ergonômico para garantir o conforto do operador e ajudar na produtividade.

“Com a tecnologia PureEnergy, as empilhadeiras realizam suas tarefas com baixo consumo de energia e alta eficiência “, informa a empresa. As medições de consumo realizadas conforme a norma internacional, ciclo VDI, demonstram que com o máximo desempenho de movimentação, o equipamento consome até 20% menos energia do que modelos equivalentes. “Isso significa mais paletes movimentados por kWh e mais tempo de operação sem necessidade de recarga da bateria”, destaca a marca.

Outro diferencial da máquina é o mastro de elevação compacto com campo de visão estendido e controles inteligentes que se adaptam ao perfil do operador e da aplicação e permitem desempenho total em cada viagem e contribuem ainda para a segurança na condução. Os sistemas de assistência completam o requisito de operação segura como, por exemplo, o Curve Control, que reduz automaticamente a velocidade do equipamento em curvas.

Manitou ME 450

a empilhadeira Manitou ME 450 é voltada para movimentação de cargas em indústrias, pátios abertos dentre outros tipos de aplicações

Já a empilhadeira Manitou ME 450 é voltada para movimentação de cargas em indústrias, pátios abertos dentre outros tipos de aplicações. Com capacidade de elevação de até 5.000 kg, este modelo conta com motor elétrico e possui duas opções de torres, sendo a triplex de altura máxima de elevação de até 6 metros, e a duplex de visão livre com altura máxima de elevação de até 4 metros, além de contar com quarta linha hidráulica.

Em relação a bateria, a empresa informa que ela tem uma autonomia de 80 volts 700ah e é suficiente para atender turnos inteiros. Outro ponto de destaque para o equipamento, segundo a Manitou, é a cabine ergonômica e confortável para o operador.

“O posto de trabalho tem boa visibilidade e conta com painel digital, assento com suspensão e sensor de presença, retrovisores, giroflex, iluminação frontal e traseira, sinal sonoro de ré e opcional de cabine fechada climatizada”, descreve a empresa que informa ainda que os pneus podem ser maciços ou pneumáticos, de acordo com as necessidades de cada cliente.

A marca afirma ainda que os equipamentos possuem uma boa performance durante sua utilização. “O desempenho de nossas empilhadeiras facilita as diversas operações de armazenamento e manuseio de produtos, otimizam o trabalho e melhoram a produtividade”, relata a marca.

Todos os modelos de empilhadeiras da marca contam com garantia de 2 anos e telemetria Connect Machines Manitou, sistema que facilita a gestão de frota. A marca tem sede no Brasil e assistência técnica nacional, através de sua rede de concessionários autorizados.

TOYOTA 8FBMT50

As empilhadeiras contrabalançadas elétricas TOYOTA Traigo são confiáveis em operações pesadas

As empilhadeiras contrabalançadas elétricas TOYOTA Traigo são confiáveis em operações pesadas e ideais para a movimentação de diversos paletes de uma só vez, ou com o uso de implementos hidráulicos para cargas não paletizadas.

De acordo com a marca, a TOYOTA 8FBMT50 é essencial em aplicações intensas e oferece desempenho superior e longo tempo de operação, tanto em áreas internas quanto externas, como em pátios descobertos.

A empresa explica que esta série conta com o patenteado Sistema de Estabilidade Ativa (SAS) que previne tombamentos de carga, controlando o ângulo e a velocidade de inclinação de acordo com a altura de elevação dos garfos. “Este sistema controla automaticamente a velocidade de deslocamento e limita a velocidade máxima do trajeto conforme a posição da empilhadeira”, revela a Toyota.

Outra característica do equipamento é o display multifuncional que também permite programar parâmetros de acordo com as necessidades da aplicação, bem como fornece diagnóstico de falhas. Já o operador conta com assento com Sistema de Retenção do Operador (ORS) com apoios laterais e lombares, juntamente com a coluna de direção com ângulo ajustável. Além do convencional sistema de freio regenerativo, o modelo possui freios a disco banhados em óleo.

“As empilhadeiras TOYOTA Traigo são referência em eficiência energética. Combinadas à vasta oferta de opções de baterias de alta capacidade (tanto chumbo-ácidas quanto Li-ion), representam longa autonomia e turnos inteiros de trabalho sem necessidade de substituição da bateria”, destaca a empresa.

Yale® ERP5.0VM

Projetadas para aplicações que requerem trabalho com tecnologia limpa, baixa emissão de ruído e boa capacidade de movimentação de carga

Projetadas para aplicações que requerem trabalho com tecnologia limpa, baixa emissão de ruído e boa capacidade de movimentação de carga, o equipamento Yale® ERP5.0VM contribui para elevar a produtividade e oferecer segurança nas operações.

Segundo a marca, A ERP5.0VM apresenta aprimoramento contínuo de estabilidade, quatro modos de desempenho, torre de alta visibilidade, baixo custo de manutenção e uma ergonomia pensada para o conforto ao operador, com a menor WBV (vibração de corpo inteiro) e um ambiente de trabalho mais seguro.

“A empresa segue trabalhando para solucionar os desafios da logística 4.0, neste momento trazendo modernidade e praticidade para os seus clientes com a telemetria, sistema de gerenciamento de frota que permite obter dados completos da operação. Isso por acreditar que quanto mais informações o cliente tiver em mãos, melhor será seu controle, precisão, gestão, resultado em ganho financeiro e produtividade”, informa a marca.

A companhia destaca ainda outras características das máquinas como pneus super elásticos (SE) de alta durabilidade, controles ajustáveis, tanto para o volante direcional, quanto para mini  alavancas ou para o assento do operador.

As empilhadeiras também oferecem itens opcionais, que atendem à necessidade de cada cliente, como garra para bobinas e para fardos, deslocadores laterais, entre outros, tornando o equipamento ideal para sua operação. O modelo é indicado tanto para setores com aplicações em ambientes internos como em ambientes externos.

(Fonte: Redação EaeMáquinas)

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa
Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa De 21 a 25 de maio será realizada a edição 2024 da Agrobrasília – a
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!