Interrupções de tráfego marítimo no Mar Vermelho podem prejudicar economia…

Interrupções de tráfego marítimo no Mar Vermelho podem prejudicar economia global

CEO da Logcomex explica cenário e fala sobre implicações logísticas

Recentes ataques a navios comerciais no Mar Vermelho têm causado interrupções no tráfego de algumas das maiores companhias marítimas e petrolíferas do globo, o que pode causar implicações graves e prejudicar a economia global.

Interrupções de tráfego marítimo no Mar Vermelho podem prejudicar economia global

De acordo com Helmuth Hofstatter, CEO e fundador da Logcomex, empresa que oferece tecnologia para o comércio exterior por meio de uma plataforma completa end-to-end, ajudando gestores a planejar, monitorar e automatizar o seu supply chain, os recentes acontecimentos no canal podem levar os navios a percorrerem uma rota muito mais longa.

“O Mar Vermelho vai do estreito de Bab-el-Mandeb, na costa do Iêmen, até o Canal de Suez, no norte do Egito. O Canal é o caminho marítimo mais rápido entre Europa e Ásia e economiza tempo e dinheiro para as transportadoras, evitando que os navios tenham de contornar toda a África. Com os ataques, esse cenário muda, o que pode encarecer o preço dos seguros e aumentar o custo de transporte dos produtos, gerando efeitos em cascata nas cadeias logisticas”, afirma.

As maiores empresas de transporte marítimo do mundo – Maersk, Hapag-Lloyd, CMA CGM Group e Evergreen – já anunciaram a interrupção do transporte através do Mar Vermelho.

A Flexport, maior transportadora de contêineres do globo, também já afirmou que evitará o Canal de Suez. Ela tem atualmente 2.206 TEUs em navios porta-contêineres que deveriam transitar pelo sul do Mar Vermelho e pelo Golfo de Aden nos próximos dias. “Os ataques com mísseis a navios porta-contentores neste ponto marítimo colocaram o transporte global num estado de incerteza”, avalia Hofstatter.

A petroleira BP também afirmou que está realizando uma pausa no envio dos carregamentos de petróleo que passam pelo Canal em razão da insegurança atual. “O preço do petróleo já subiu após o anúncio da petroleira e mostra a importância do canal para o mercado e começa a impactar também o comércio de petróleo”, conclui o fundador da Logcomex.

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa
Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa De 21 a 25 de maio será realizada a edição 2024 da Agrobrasília – a
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!