LDC e Brado fazem operação inédita pela ferrovia Norte-Sul com pluma de algodão

LDC e Brado fazem operação inédita pela ferrovia Norte-Sul com pluma de algodão

LDC e Brado fazem operação inédita pela ferrovia Norte-Sul com pluma de algodão

Trem exclusivamente carregado com a commodity levou 116 contêineres para exportação à Ásia

A Brado realizou uma operação rara no mercado de logística brasileiro, chamada “block train”. Trata-se de um trem inteiro fechado por um único cliente, a Louis Dreyfus Company (LDC), uma das maiores comercializadoras e processadoras de produtos agrícolas do mundo.

A operação levando pluma de algodão para exportação foi feita na recém-inaugurada rota comercial de Anápolis (GO) a Santos (SP), que conecta os trilhos da Ferrovia Norte-Sul e da Malha Paulista, formando um dos principais corredores ferroviários do país. “Desde o início das operações da Brado, há mais de 12 anos, é apenas a segunda vez que esse tipo de transporte acontece. A primeira foi em 2021 no trecho entre Rondonópolis (MT) e Santos, também liderada pela LDC”, afirma Daniel Salcedo, diretor comercial da Brado. “É um marco na logística da região, demonstrando o quanto a operação pela ferrovia tem a oferecer em eficiência e capacidade de distribuição para os estados das regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte a partir de Anápolis”.

O trem foi composto por 58 vagões carregados com 116 contêineres da Brado de 40 pés, levando aproximadamente 2,9 mil toneladas de algodão em pluma de produtores do Oeste da Bahia com destino a países da Ásia, especialmente a China.

Para a LDC, buscar soluções logísticas alternativas é fundamental para atender os compromissos e as expectativas dos clientes da companhia com a devida eficiência. “Trabalhamos constantemente no desenvolvimento de parcerias-chave para mitigar os gargalos e potencializar volume de escoamento do algodão brasileiro para os principais mercados consumidores”, disse Henrique Snitcovski, diretor executivo de Algodão, Grãos & Oleaginosas, Região North Latam da LDC.

LDC e Brado fazem operação inédita pela ferrovia Norte-Sul com pluma de algodão

Operação sustentável

Os 14.573 fardos de pluma foram transportados das fazendas baianas em caminhões até o terminal multimodal no Porto Seco Centro-Oeste em Anápolis, onde foram carregados nos contêineres e embarcados no trem. Seguiram por mais de 1,5 mil quilômetros pelos trilhos até Cubatão (SP), sendo distribuídos em terminais portuários de Santos (SP) para seguirem rumo à Ásia.

Um dos principais diferenciais do transporte multimodal é a redução de emissão de gases de efeito estufa. A Brado desenvolveu uma ferramenta que calcula as emissões de gás carbônico evitadas com a multimodalidade, o Green Log. Com o transporte ferroviário, em 2023 os clientes do segmento de algodão deixaram de emitir mais de 43 mil toneladas de CO2. Seriam necessárias 308 mil árvores para absorver integralmente esse volume de CO2 que deixou de ser emitido.

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa
Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa De 21 a 25 de maio será realizada a edição 2024 da Agrobrasília – a
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!