Ammann do Brasil: 10 Anos de Sucesso na indústria de usinas de asfalto

Ammann do Brasil: 10 Anos de Sucesso na indústria de usinas de asfalto

Ammann do Brasil: 10 Anos de Sucesso na indústria de usinas de asfalto

Empresa celebra uma trajetória marcada por inovação, qualidade e expansão global

A indústria de construção civil tem testemunhado uma notável evolução nas últimas décadas, com a demanda por infraestrutura de qualidade em constante crescimento. Nesse cenário, a Ammann do Brasil, empresa reconhecida mundialmente por suas usinas de asfalto de última geração, está celebrando 10 anos do que considera um sucesso desde a sua fundação fabril em 2013.

O resultado é fruto da combinação do empreendedorismo de profissionais locais com o know-how do Grupo Ammann da Suíça. “A Ammann do Brasil tem sido uma força impulsionadora na indústria, estabelecendo novos padrões de qualidade e conquistando mercados em todo o mundo”, informa a companhia.

Para se ter uma ideia, há 10 anos, quando a empresa se estabelecia no Brasil, o cenário era desafiador. O desempenho do setor em 2013 era de dificuldade, em especial pelo acesso ao crédito. De acordo com a Sondagem Indústria da Construção, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o nível de atividade da indústria da construção brasileira, em 2013, tinha ficado em 44,5 pontos. Os níveis abaixo de 50 indicam retração.

Ammann do Brasil: 10 Anos de Sucesso na indústria de usinas de asfalto

Ao longo dos últimos anos, a região da América Latina enfrentou uma série de desafios econômicos e políticos que impactaram o ambiente de negócios. O Brasil, em particular, passou por recessão econômica, instabilidade política e incertezas quanto às reformas estruturais necessárias para impulsionar o crescimento sustentável. A volatilidade cambial, altas taxas de juros e a burocracia excessiva também são obstáculos enfrentados pelas empresas no país.

Uma década se passou e, em junho de 2023, o Índice de Confiança do Empresário (ICEI) revelou confiança para o segmento da construção. A mesma pesquisa da CNI aplicada há 10 anos, hoje indica índices de otimismo para os próximos meses com relação ao nível de atividade, de compras de insumos e matérias-primas, de novos empreendimentos e do número de empregados na construção.

Para a empresa, a história de sucesso da empresa no Brasil é baseada em uma fusão estratégica entre a energia empreendedora e o amplo conhecimento de mercado de sua equipe, junto a tecnologia de ponta e o know-how acumulados pelo Grupo Ammann ao longo de mais de um século de história.

“Essa combinação única resultou no desenvolvimento das usinas da série Prime, que foram inicialmente concebidas para atender às demandas dos mercados da América Latina e de países em desenvolvimento”, informa o Diretor Presidente da Ammann do Brasil, Gilvan Pereira.

Apesar dos desafios, a Ammann do Brasil informa que conseguiu alcançar um notável aumento na produção das usinas de asfalto contínuas da série PRIME, modelo ACM 140 Prime carro chefe da linha de produção.

As usinas da série Prime, primeiro fruto da parceria entre Ammann do Brasil e o Grupo Ammann, rapidamente superaram todas as expectativas. O grupo informou que essas usinas estabeleceram novos padrões de qualidade, oferecendo uma mistura de alto desempenho, redução significativa no consumo de combustíveis, longa durabilidade dos itens de desgaste e um sistema de diagnóstico de falhas avançado, acessível remotamente.

“Os resultados são evidentes: até o momento, a Ammann do Brasil já comercializou mais de 300 unidades de suas usinas, conquistando a confiança e reconhecimento dos clientes em todo o mundo”, informou o Diretor Presidente.

Sustentabilidade e tecnologia

A série ainda é complementada pela linha de produção com os modelos ACM 100 Prime e ACM 210 Prime, de produção de 100 t/h e 210 t/h, respectivamente. E pela linha de usinas gravimétricas série Solid Batch que agregaram o portfólio de produtos em 2018, com os modelos ABC 140 Solid Batch e ABC 180 Solid Batch, com produção de 140 t/h e 180 t/h, ao longo destes 10 anos de unidade fabril.

“Isso pode ser atribuído a uma combinação de fatores, como investimentos em tecnologia avançada, automação de processos e melhoria contínua. A empresa adotou uma abordagem focada na eficiência operacional, identificando oportunidades para otimizar os fluxos de trabalho e reduzir desperdícios, resultando em maior produtividade e capacidade de atender às demandas do mercado”, explica a Ammann do Brasil.

De acordo com a companhia, o ponto chave para o sucesso foi o constante desenvolvimento de produtos, e estratégias ousadas gerando fatores inovadores que a tornam pioneira e líder no uso de tecnologias avançadas na produção de misturas asfálticas.

Ammann do Brasil: 10 Anos de Sucesso na indústria de usinas de asfalto

“Reconhecemos a importância de estar na vanguarda da tecnologia e das necessidades do setor de construção. Ao investir em pesquisa e desenvolvimento, a Ammann conseguiu lançar no mercado equipamentos e soluções que atendem às demandas específicas dos clientes e às regulamentações governamentais”, declarou o Diretor Presidente da empresa.

Quando trata-se do aspecto da sustentabilidade e da tecnologia, a Ammann ressalta que torna-se ainda mais evidente seu posicionamento de vanguarda na inovação de seus equipamentos, visto que as usinas de asfalto utilizam a tecnologia que permite não apenas a produção com porcentagens extremamente altas de materiais reciclados – mas já alcançou a barreira dos 100% – ou seja, produzir misturas asfálticas inteiramente novas a partir de material reutilizável.

“O uso de asfalto reciclado, ou reciclagem, tornou-se uma necessidade absoluta. No mundo de hoje, essas soluções envolvem cada vez mais sustentabilidade para proteger e preservar os recursos naturais para as gerações futuras. Entendemos que não se trata apenas de redução (significativa) dos custos de produção devido à redução dos custos do asfalto e dos minerais. Mas o processo de reciclagem minimiza a queima de combustível, reduz drasticamente os níveis de emissão de CO2 e outros poluentes, assim como evita o descarte na natureza de materiais que até então seriam considerados como entulho”, destaca Gilvan Pereira.

Cliente em primeiro lugar

Ammann do Brasil: 10 Anos de Sucesso na indústria de usinas de asfalto

As usinas de asfalto da Ammann são especialmente desenvolvidas e projetadas para oferecer soluções de reciclagem personalizadas à necessidade do cliente. A marca afirma que a tecnologia utilizada pelas usinas garante excelente qualidade em misturas asfálticas com o uso de asfalto reciclado (RAP).

“Quando falamos em qualidade também tem a ver com consistência, estabilidade, otimizando o tempo e a produção contínua como forma de priorizar o custo-benefício”, explicou a companhia.

O portfólio de usinas de mistura asfálticas da Ammann apresenta tecnologias exclusivas capazes de atender às necessidades que vão de 15% até 100% de incorporação de material reciclado à mistura.

A companhia ainda destaca seu olhar à inovação e tendências, para isso já mira horizontes ainda mais desafiadores para os dias atuais. De acordo com a Ammann, futuras introduções de outros tipos de materiais recicláveis, sejam eles substitutos para enchimento, aglutinante ou agregado, já fazem parte do cotidiano de estudos nos seus centros de pesquisa ao redor do mundo.

“O domínio da tecnologia é tamanho que dividimos a incorporação de material reciclado em duas categorias: RAC (Reclaimed Asphalt Cold) ou incorporação de material reciclado a frio e RAH (Reclaimed Asphalt Hot), ou seja, sistema de incorporação de material reciclado a quente. Podendo, também, haver a combinação dos dois sistemas em conjunto”, explicou o Gerente Comercial da Ammann do Brasil, Ivan Reginatto.

O sistema de incorporação de reciclado a frio (RAC) comporta capacidades de 15% a 40%, nas usinas da série Prime (ACM 100 Prime, ACM 140 Prime e ACM 210 Prime), sendo o material dosado e incorporado diretamente no misturador.

Enquanto o sistema de incorporação de reciclado quente (RAH) atende as necessidades de até 100%, onde há o pré-aquecimento suave do RAP em tambores secadores independentes, projetados exclusivamente para essa finalidade, evitando a oxidação do asfalto e a perda de suas propriedades químicas de ligante.

Outra maneira de utilização de RAH é através da incorporação do material reciclado via anel de reciclagem, localizado no tambor secador principal da usina. Já na conjunção dos sistemas a frio e a quente, há a incorporação do material reciclado via anel de reciclagem no tambor principal ou via tambor secador exclusivo (ambos passando por pré-aquecimento antes de chegar ao misturador). Além da incorporação do material reciclado direto no misturador.

“As usinas Ammann e a sua capacidade de utilização de RAP leva a significantes economias durante o processo de produção, o que funciona como um incentivo aos clientes para buscar soluções ecológicas”, ressalta a empresa.

A efetividade produtiva é controlada pelo sistema de controle as1 da Ammann sendo este vital para a operação da usina. A empresa informa que ele é fácil de operar, conta com interface intuitiva e amigável tornando, assim, um sistema consagrado, sólido e abrangente. Possui as opções de configurações manual, semiautomática e totalmente automática. Além disso, pode ser calibrado manualmente com mais precisão. O as1 EcoView, monitora o consumo de energia e as emissões.

A companhia informa que o sucesso das usinas da série Prime ultrapassou fronteiras geográficas. A Ammann do Brasil levou a marca Ammann para todos os países da América Latina e expandiu sua presença para a África, Europa e América do Norte, conquistando uma posição de destaque nessas regiões.

A empresa, disse que, determinada a atender às exigências de seus clientes em constante evolução, introduziu novos modelos de usinas: as Usinas Gravimétricas Série Solid Batch, modelos ABC 140 SolidBatch (até 140t/h) e ABC 180 SolidBatch (180t/h). Assim, garante que seus equipamentos atendem às demandas no Brasil, América Latina, bem como outros mercados emergentes da África e Oceania.

“O processo produtivo de ambas as linhas destacam-se pelo sistema de aquecimento e secagem dos agregados diferenciado (com excelência a troca de calor ar/agregados), pelo queimador suíço especialmente projetado para o processo de secagem e aquecimento, disponível em todas as combinações possíveis de combustível (óleo pesado, diesel, gás natural, gás liquefeito de petróleo, entre outros), parte fundamental, fonte de energia e de alto rendimento garantido o máximo aproveitamento do combustível e baixo nível de contaminação. Assim como o mais baixo nível de consumo de combustível por tonelada de asfalto produzida no mercado”, explicou a Ammann.

Outros diferenciais tecnológicos, como os sistemas de controle, asfalto à baixa temperatura, baixo consumo energético, baixo desgaste dos materiais e a gama de combustíveis alternativos, são alguns benefícios oferecidos ao setor e garantem produtividade nas mais diversas situações e lugares.

“Com isso, compradores do mundo todo podem confiar nesta marca global que tem seu foco no cliente, graças à qualidade, capacidade inovadora e credibilidade”, afirmou a companhia.

A empresa acredita que, toda a capacidade de oferecer produtos de qualidade e eficientes, coloca-a em uma posição vantajosa no mercado, contribuindo para o crescimento do market share.

“Apesar da concorrência acirrada na indústria de equipamentos pesados, a Ammann do Brasil conseguiu expandir sua participação de mercado. A empresa adotou uma abordagem estratégica, focando em segmentos específicos, entendendo as necessidades dos clientes e oferecendo soluções personalizadas”, disse. E continua: “além disso, manteve uma forte rede de distribuição e serviço pós-venda, garantindo a satisfação dos clientes e a fidelidade à marca. Esse crescimento do market share é uma prova do reconhecimento da qualidade e confiabilidade dos produtos da empresa no mercado brasileiro”, avalia a multinacional.

Diferencial Competitivo

A Ammann do Brasil acredita que o sucesso é resultado do desenvolvimento de uma sólida rede de representantes. A empresa investiu na construção de parcerias estratégicas com dealers com expertise, que atuam como representantes e distribuidores dos produtos da Ammann em todo o país e América Latina.

“Essa rede de dealers desempenha um papel fundamental na expansão do nosso alcance, garantindo uma presença efetiva em diferentes regiões da América Latina. Através dessa colaboração, temos conseguido atender de forma ágil e eficiente às necessidades dos clientes, fornecendo suporte técnico especializado e um serviço de alta qualidade”, explica o Diretor Presidente da empresa, Gilvan Pereira.

Ao completar 10 anos de instalações fabris, a empresa expressa profunda gratidão a todos os profissionais que a compõem, ao suporte e know-how do Grupo Ammann e, acima de tudo, à confiança de seus clientes e parceiros que têm sido fundamentais para sua trajetória vitoriosa.

“A história da Ammann do Brasil é uma história de sucesso construída com ousadia, dedicação e reconhecimento”, disse Gilvan Pereira.

Reconhecimento

O trabalho da Ammann do Brasil foi reconhecido por três vezes pelo Prêmio Exportação Rio Grande do Sul, oferecido pela instituição ADVB/RS (Associação dos Dirigentes De Vendas e Marketing do Brasil – Rio Grande do Sul), recebendo o troféu Destaque Setorial: Máquinas/ Equipamentos neste ano, na 51ª edição da premiação.

Para a empresa, trata-se de um reconhecimento ao desempenho em termos de exportação na indústria. Contudo, a empresa afirma que continua empenhada em ser referência em usinas de asfalto, investindo em pesquisa e desenvolvimento para oferecer soluções ainda mais avançadas aos seus clientes.

“Com uma equipe dedicada e uma visão clara, a Ammann do Brasil está pronta para enfrentar os desafios do setor e contribuir para o desenvolvimento de infraestrutura de alta qualidade em todo o mundo. A Ammann do Brasil mantém o olhar firme no futuro, e o reconhecimento deste trabalho é brindado pela terceira vez com o agraciamento do prêmio”, comentou o Diretor Presidente.

Além disso, ao longo dos anos, a Ammann do Brasil alcançou uma série de marcos importantes, reforçando ainda mais sua posição de destaque no setor:

  • Em 2013, a empresa inaugurou sua unidade fabril em Gravataí, Brasil, e fabricou a primeira Usina de Asfalto ACM 140 Prime, exibida na Feira BAUMA, em Munique, na Alemanha, um dos eventos de maior destaque e importância para o setor de equipamentos de construção.
  • Em 2014, a ACM 140 Prime foi exposta na Feira CONEXPO e iniciou a exportação para a África.
  • Já em 2015, a Ammann do Brasil se tornou líder na exportação de Usinas de Asfalto para o mercado latino-americano.
  • No ano seguinte, a empresa lançou a Usina de Asfalto modelo ACM 100 Prime, que foi exibida na Feira BAUMA em Munique. Ainda em 2016, foi realizada a venda da primeira Usina de Asfalto Gravimétrica de alta capacidade de reciclagem modelo HRT na América Latina.
  • Em 2017, a empresa foi agraciada com o troféu Destaque Setorial: Máquinas/ Equipamentos na 45ª edição do Prêmio Exportação ADVB RS.
  • No ano seguinte, fabricou a primeira Usina de Asfalto Gravimétrica modelo ABC 180 Solid Batch, exportada para a Argentina. A empresa também marcou presença na Feira M&T Expo onde consolidou a primeira negociação da Usina de Asfalto Gravimétrica modelo ABC 180 Solid Batch para o Brasil.
  • Em 2019, a Ammann lançou e vendeu a primeira Usina de Asfalto modelo ACM 210 Prime no Brasil.
  • No ano seguinte, fabricou sua usina de número 200, exportada para o Paraguai. Também realizou a primeira exportação da Usina de Asfalto ACM 140 Prime para a Europa, especificamente para a Ucrânia.
  • Em 2021, a Ammann do Brasil se tornou o maior fornecedor de usinas de asfalto para concessionários no Brasil.
  • Nos anos de 2022 e 2023, a empresa participou da Paving Expo, principal feira focada no setor de pavimentação.

Olhar para o futuro

Com base em seu histórico, a Ammann do Brasil afirma que tem perspectivas positivas para os próximos anos. A empresa está comprometida em continuar investindo em tecnologia e inovação, aprimorando seus produtos e processos para atender às demandas em constante evolução do setor de construção.

“Além disso, buscaremos expandir ainda mais a presença no mercado brasileiro, fortalecendo sua rede de representantes e oferecendo um suporte cada vez mais abrangente aos clientes. Com a recuperação econômica esperada e os investimentos em infraestrutura, a Ammann está bem posicionada para aproveitar as oportunidades de crescimento e continuar sendo uma referência no setor”, ressalta o Diretor Presidente da Ammann do Brasil.

Através de um aumento de produção consistente, desenvolvimento de produtos inovadores, crescimento do market share, desenvolvimento de uma rede de representantes sólida e contribuição para o setor de construção de estradas, a empresa se estabeleceu como uma referência no mercado brasileiro, elevando e qualificando os equipamentos e processos de produção de mistura asfáltica.

“Ao celebrar seus 10 anos de operação, a Ammann do Brasil reafirma seu compromisso em continuar sendo uma líder da indústria de usinas de asfalto, fornecendo soluções de alta qualidade que impulsionam o desenvolvimento de infraestruturas sólidas em todo o mundo”, afirma.

Para o grupo, a história de sucesso da Ammann do Brasil é um exemplo inspirador de uma empresa que conseguiu superar os desafios econômicos e políticos da América Latina, e de como uma fusão estratégica, combinada com a busca incansável pela qualidade e inovação, pode levar uma empresa a conquistar mercados globais e estabelecer novos padrões de excelência.

“Com uma visão para o futuro com perspectivas positivas e um compromisso contínuo com a excelência, a Ammann está pronta para enfrentar os desafios futuros e evoluir junto com o setor de construção brasileiro nos próximos anos”, finaliza.

Contato com a Ammann do Brasil

Endereço: Av.Ely Correa, 2.500, pavilhões 21 e 22 – Bairro Sítio Sobrado (Gravataí-RS)
Sales & Marketing: Engº Marcelo Prado Ritter
Telefone: (51) 3945-2215
E-mail: marcelo.ritter@ammann.com
Site: www.ammann.com

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa
Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa De 21 a 25 de maio será realizada a edição 2024 da Agrobrasília – a
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!