Novo pulverizador Valtra aumenta a produtividade e economiza combustível

Novo pulverizador Valtra aumenta a produtividade e economiza combustível

Novo pulverizador Valtra aumenta a produtividade e economiza combustível

BS2225H pode gerar até 60% de economia em combustível
Nova versão do BS2225H traz diferencial direcionada às pequenas e médias propriedades brasileira

A Valtra, companhia que completou 70 anos em 2021 e é referência global na fabricação de maquinários agrícolas, lançou no mercado brasileiro a nova versão do pulverizador BS2225H. De acordo com a empresa, o produto é voltado para pequenas e médias propriedades e pode gerar até 60% de economia em combustível.

Outro ponto destacado pela fabricante é que o modelo foi desenvolvido com foco no bem-estar do operador, permitindo assim, segundo a marca, conforto e aumento da produtividade na lavoura.

A Valtra explica que conta com um relacionamento próximo e direto com quem entende do campo: os produtores rurais. Essa proximidade torna-se um aspecto importante do compromisso da marca com os usuários e motiva o aprimoramento de equipamentos e o empenho em desenvolver e criar novos produtos.

Além disso, a companhia ressalta que a retomada das feiras agrícolas, neste ano, possibilitou a troca de experiências com seus clientes. “Este retorno [das feiras agrícolas] também apresentou a chance de aproximar o agricultor das grandes referências da marca em termos de otimização agrária e tecnologia voltada para o setor da agricultura”, destaca a fabricante.

PRODUTIVIDADE E ECONOMIA

De acordo com a empresa, o novo pulverizador BS2225H traz diversas mudanças e aprimoramentos para melhorar a performance do equipamento, gerando produtividade e economia na agricultura.

As atualizações ocorreram em aspectos como design, motorização, cabine, tração, entre outros componentes. “Essas alterações foram realizadas no intuito de melhorar a operação da máquina, pensando no conforto e ergonomia para o operador em seu dia a dia no campo. Seu uso é ideal para pequenas e médias propriedades”, diz a Valtra.

A empresa alerta que um dos destaques que pode ser visto como benefício da nova versão da máquina agrícola é a economia no consumo de combustível. “O pulverizador teve a frente totalmente redesenhada, de modo a otimizar o desempenho do sistema de arrefecimento. O equipamento tem opções de barra de pulverização de 25 metros e 28 metros, ganhou novos redutores de roda para melhorar a tração e um motor de quatro cilindros que gera 174cv, com impacto positivo no consumo de combustível”, descreve a empresa.

Outra característica do equipamento é o motor que é homologado de fábrica pela norma de emissões de poluentes MAR-1. Essa nova legislação define limites de emissões de gases como o monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos (HC), óxidos de nitrogênio (NOx) e material particulado (MP). O resultado é uma máquina desenvolvida com o compromisso da qualidade do ar.

Já em relação à cabine, a Valtra afirma que ela foi alterada para oferecer mais conforto e segurança nas operações e garantia de economia, desempenho e qualidade na propriedade em que o equipamento será utilizado.

O especialista em produtos Valtra, Geferson Kloh, explica que o maquinário classe 2 possui particularidades para determinadas condições de trabalho, área e região e prioriza a busca de eficiência para elevar a produtividade em até duas sacas por hectare, por meio da melhora na distribuição e deposição de gotas.

“A nova versão do modelo BS2225H traz avanços para a rotina do agricultor, com uma aplicação mais segura, com melhor qualidade e alta performance na lavoura, de modo eficiente e econômico”, avalia Kloh.

A atualização do equipamento, afirma a companhia, foi pensada a partir da premissa da marca nesse foco no cliente, que tem sido o ponto de partida para o desenvolvimento de novos produtos.

“As tecnologias e serviços sempre estiveram à altura para atender as necessidades dos agricultores, algo acentuado na última década com a digitalização e a tecnologia da agricultura de precisão”, informa a marca.

O especialista em produtos da empresa também ressalta o conforto do operador, já que um dos critérios levados em conta para a atualização do maquinário foi exatamente a ergonomia, para que o trabalho seja realizado durante um período longo de maneira agradável, aumentando assim a produtividade no campo.

“Considerando o papel dos pulverizadores, que são os equipamentos mais exigidos no ciclo de cultivo, não apenas pela aplicação de defensivos, como de outras funções na lavoura, o objetivo da Valtra com a mais nova versão do BS2225H é fornecer um equipamento que permita ao operador realizar longas jornadas de trabalho com conforto e ergonomia”, revela o especialista.

MOTOR ECONÔMICO

 Produzido na fábrica de Mogi das Cruzes, em São Paulo, primeira unidade da Valtra instalada no Brasil, o pulverizador BS2225H traz como outro diferencial o motor, que apresenta a capacidade em melhorar a lucratividade para o agricultor em seu negócio, exatamente por garantir a eficiência operacional na lavoura.

A companhia, que chegou ao país nos anos 1960, informa que a máquina é equipada com um tanque de diesel com capacidade para 365 litros e tem um consumo médio de 10,5 litros por hora trabalhada.

“O motor AGCO Power de quatro cilindros, além de garantir um aumento de autonomia de 237% nas operações diárias, pode gerar 60% mais economia de combustível em comparação com os demais modelos disponíveis no mercado, o que significa que em sete anos de uso os ganhos podem ultrapassar os R$ 160 mil”, informa o especialista em produtos da marca, Geferson Kloh.

A fabricante ressalta que uma das peculiaridades do componente é que ele foi desenvolvido, especialmente, para as operações agrícolas, ou seja, foi pensado para trabalhar em baixas rotações e suprir as necessidades do produtor no campo.

“A principal característica do motor é a economia, o que mexe diretamente no bolso do agricultor. Esse maquinário tem a capacidade de executar o mesmo perfil de trabalho, rendendo a mesma condição de lavoura, os mesmos hectares por hora, mas com uma diminuição significativa no custo de produção”, detalha Kloh.

A rotação de trabalho do motor diesel é de 1900 rpm com alto torque, resultando em uma condição mais estável com a rotação mais baixa. Isso, de acordo com a empresa, reduz os riscos de forçar ou danificá-lo.

“A vida útil do motor cresce, ganha em durabilidade e reduz os períodos e custos com manutenção. Isso conversa diretamente com o custo de produção e o agricultor só tem a ganhar com essa estrutura”, relata a Valtra.

Outro aspecto que garante ganhos significativos após as atualizações, informa a companhia, está ligado à manutenção dos óleos dos diversos componentes do equipamento. Esse quesito interfere diretamente na permanência ativa dentro da lavoura.

“Na sua mais nova versão do pulverizador a necessidade de troca dobrou, passando, em média, de 600 horas de uso para 1.200 horas”, aponta a empresa.

EFICIÊNCIA EM TODAS AS CONDIÇÕES

 Outro aspecto, segundo a fabricante, que contribui para o desempenho do novo modelo é o chassi flexível com eixos independentes e suspensão pneumática, que somados ao circuito de transmissão hidro 4×4 cruzado permanente, possibilita atuar em terrenos de até 32% de declividade, dependendo das condições do solo, umidade e resteva de culturas anteriores, mantendo sua velocidade de aplicação.

Essa variação, de acordo com a Valtra, representa um aumento de 4% em relação à versão anterior do pulverizador.

OS PULVERIZADORES VALTRA NO BRASIL

2011 – Em fevereiro, a marca agregada ao seu portfólio seu primeiro pulverizador automotriz (BS 3020H, apto para uso de biodiesel B100), com motor turbo de 6,6 l e 200 cv, suspensão pneumática, transmissão hidrostática 4×4 cruzada, tanque de 3.000 l e barras de 25 ou 28 m de comprimento;

2016 – Apresentação do pulverizador BS3020 HiTech, evolução do modelo anterior, com capacidade de vencimento de rampas elevada de 24% para 28%. No mesmo ano, a Valtra lança o BS3120H HiTech, equipado com motor de gerenciamento eletrônico;

2018 – Lançamento do pulverizador BS2517H, com tanque de 2.500 litros e barras de 25 metros ou 28 metros de nivelamento automático; utilizando o mesmo chassi da máquina de 3 mil litros, traz motor de 170 cv, transmissão hidrostática 4×4, suspensão pneumática e piloto automático; o vão livre é de 1,5 metros;

2019 – O BS3330H traz um novo conceito de barra de pulverização, privilegiando a robustez e a estabilidade, para uma melhor distribuição e deposição de gotas;

2021 – Modelo BS2225H chega ao mercado equipado com Motor AGCO Power de quatro cilindros, que pode gerar 60% mais economia de combustível.

A Valtra afirma também que uma das melhorias presente na nova versão do pulverizador BS2225H é a transmissão que foi atualizada com novos conjuntos de redutores, além de aumento da capacidade de carga e tração, trazendo excelente desempenho na pulverização, mesmo nos terrenos mais difíceis.

“Outras máquinas do mercado, quando presentes em inclinações de grau elevado, abrem o bico e não realizam a pulverização de maneira eficaz, enquanto nós mantemos o nível de qualidade na operação”, compara Geferson Kloh.

A companhia destaca ainda que o equipamento também possui uma qualidade de pulverização superior e eficiente, devido ao controle da taxa de aplicação por PWM (Pulse Width Modulation na tradução literal, modulação de largura de pulso).

“Atuando na bomba centrífuga de pulverização, ele tem rápida estabilização da taxa em meio às oscilações do terreno, além de não depender do regime de rotação do motor, fator fundamental para as regiões com descidas e encostas”, informa a empresa.

A companhia menciona outro benefício da máquina: a flexibilidade do chassi. A Valtra explica que o chassi do pulverizador foi construído em viga com parafuso, o que permite que ele se molde aos obstáculos, sem prejudicar o desempenho, e volte para a sua posição de origem.

“Durante os trabalhos, a estrutura mantém a barra de pulverização estável, enquanto a suspensão pneumática e o eixo absorvem o impacto do maquinário. Com isso, não existem riscos de trincas e danos ao componente e a aplicação ocorre homogênea no campo”, explica o especialista em produtos Valtra.

A junção desses três elementos: chassi, suspensão pneumática e eixo da máquina, diz a marca, faz com que o pulverizador tenha um deslocamento estável, beneficiado pelo design que permite maior atrito e contato com o solo e possibilita grande qualidade na aplicação, enquanto, segundo a Valtra, a maioria das marcas trabalha com chassi monobloco inteiriço tornando as máquinas pesadas.

Além da bomba centrífuga e da válvula PWM, outro elemento que a fabricante afirma agregar potencial e capacidade na aplicação é o monitor Topcon X-25, com interface estruturada e configuração intuitiva. Essa funcionalidade permite elevar a eficiência agronômica ao mostrar como ocorre a pulverização e por meio do pacote Farm Solutions Valtra, com informações para o melhor momento da aplicação, reduzindo perdas por deriva ou evaporação dos defensivos.

AUTONOMIA DE TRABALHO E GANHO DE PRODUTIVIDADE

 A Valtra informa ainda que entre as melhorias do novo modelo está a capacidade de armazenamento de produto. “Com um tanque com capacidade para 2,5 mil litros, o maquinário tem sistema automático de controle de altura e nivelamento das barras de pulverização que asseguram o correto posicionamento da barra em comparação com o controle manual, trazendo mais eficiência e podendo ampliar a produtividade em até duas sacas por hectare”, indica a empresa.

O  maquinário conta com duas versões, com  barras de 25 metros ou 28 metros. Ambas possuem corte automático de sete seções, e na potência de 174 cv.

“O conjunto também ganha em eficácia com a chegada do sensor de altura UC7, substituindo a versão UC5”, ressalta o especialista em produtos Valtra, Geferson Kloh.

Ele explica que o UC7 realiza a leitura do solo para a aplicação na lavoura por meio de um sensor ultrassônico. “O componente possui um inclinômetro interno, fazendo uma análise do terreno e também da inclinação da barra, proporcionando maior controle de estabilidade para o agricultor. Com cinco pontos de leitura, o sensor UC7 responde de forma ágil, com ganho em qualidade e homogeneidade na barra”, informa o profissional.

VISUAL, CONFORTO E EFICIÊNCIA

 

Para a Valtra, o pulverizador BS2225H traz como uma de suas premissas a identidade visual. “O novo capô passou por mudanças para realçar o design mais moderno, em linha com o reposicionamento da marca, já distinguindo os modelos anteriores fabricados”, pontua a empresa.

SOBRE A VALTRA

A Valtra, então conhecida como Valmet, foi fundada em 1951, na Finlândia, sendo pioneira no desenvolvimento e adaptação de soluções para tratores, expandindo mais tarde na produção outros maquinários. No Brasil, a marca celebrou 60 anos em 2020. 

A estatal Valmet deu início às suas atividades oficialmente no país nos primeiros meses de 1960, depois de um período de abertura comercial entre os governos de Brasil e Finlândia. Na década de 1990, a empresa foi privatizada e seu nome alterado para Valtra-Valmet e, em seguida, para Valtra. Atualmente, na América do Sul, os produtos Valtra são fabricados em 4 fábricas do Brasil e uma na Argentina.
No Brasil as fábricas estão localizadas Canoas/RS (tratores), Santa Rosa/RS (colheitadeiras), Ibirubá/RS (plantadeiras), Mogi das Cruzes/SP (tratores, motores, pulverizadores, geradores e laboratório de controle de emissões). Na Argentina a unidade fabril está em General Rodriguez/BUE (tratores, colheitadeiras e motores).  A marca ainda tem seu Centro de Distribuição de Peças localizado em Jundiaí/SP e Haedo/Argentina, além do Centro de Treinamento em Campinas/SP. 

O equipamento agrícola foi desenvolvido, segundo a marca, para levar conforto e ergonomia ao operador, por isso ele possui uma cabine central e silenciosa. O pulverizador oferece melhor visibilidade durante o trabalho no campo, o que garante maior segurança e menor risco de danos à lavoura. O espaço contém banco pneumático com encosto de cabeça para o operador, trazendo conforto para quem atua em jornadas mais longas.

“A cabine mais espaçosa pode ser comparada à de um classe 3 pela tecnologia embarcada. Sua estrutura centralizada, mais alongada e profunda antecipa os obstáculos e facilita a tomada de decisão do operador”, detalha a companhia.

Entre os componentes tecnológicos presentes no novo modelo do pulverizador, diz a empresa, destaca-se o piloto automático. “A possibilidade de operar com mapas de prescrição previamente elaborados, com levantamento de dados a campo, elevam a experiência da operação otimizando os recursos empregados e ampliando a eficiência das aplicações”, declara Kloh.

Além disso, o maquinário conta ainda com: controlador de vazão, corte automático de sete seções e controle automático de altura e nivelamento de barras.

“Toda essa tecnologia embarcada pela Valtra foi pensada para facilitar a operação e trazer ganhos reais ao produtor agrícola”, assegura a empresa que está presente na América Latina com quatro fábricas no Brasil e uma na Argentina.

“O novo pulverizador BS2225H da Valtra é uma máquina agrícola fundamental para a proteção da lavoura, garantindo mais rentabilidade na produção e economia no bolso do agricultor”, finaliza o especialista em produtos da marca, Geferson Kloh.

As máquinas da marca possuem garantia de um ano sem limite de horas. “Para o máximo desempenho e vida útil do equipamento, é essencial que o proprietário atente-se às revisões, serviços e períodos recomendados na caderneta de manutenção entregue com a máquina”, reitera a Valtra.

 

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa
Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa De 21 a 25 de maio será realizada a edição 2024 da Agrobrasília – a
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!