NPV e CATI alertam visitantes da Agrishow sobre a importância do Programa…

NPV e CATI alertam visitantes da Agrishow sobre a importância do Programa Solo+Fértil

NPV e CATI alertam visitantes da Agrishow sobre a importância do Programa Solo+Fértil

Iniciativa incentiva a produção econômica e sustentável das atividades agropecuárias do Estado de São Paulo, promovendo as práticas de análise de solo, calagem e adubação mineral

NPV e CATI alertam visitantes da Agrishow sobre a importância do Programa Solo+Fértil

A NPV – Nutrientes Para Vida, que já se consolidou como uma das maiores entidades que defendem e desmistificam o uso de fertilizantes na agricultura mundial, esteve presente na Agrishow 2024, que aconteceu em Ribeirão Preto entre os dias 29 de abril e 03 de maio. Presentes no stand da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, a NPV e a CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), órgão da pasta, se uniram para orientar e alertar os visitantes e produtores rurais sobre a importância do Programa Solo +Fértil.

A iniciativa tem o objetivo de elevar a produtividade das atividades agropecuárias do Estado de São Paulo, promovendo a melhoria da eficiência dos recursos econômicos, sociais e ambientais utilizados na atividade produtiva.

“O objetivo é promover a utilização das práticas de análise do solo, calagem e adubação mineral em todas as unidades de produção agropecuária paulistas, disponibilizando, de forma inclusiva, aos pequenos e médios produtores, práticas fundamentais para uma produção econômica e sustentável. Como integrante da ANDA (Associação Nacional de Difusão de Adubos), a NPV é responsável pela abordagem dos fertilizantes, mais conhecidos como adubos”, conta o coordenador geral e científico da Nutrientes Para a Vida, Valter Casarin.

Casarin destaca ainda as vantagens do uso de fertilizante, associado a realização da análise do solo e a prática da calagem. “A análise de solo é o caminho mais correto para determinar a dose ideal de fertilizante a ser aplicada, enquanto a calagem irá corrigir a acidez do solo, promovendo maior disponibilidade dos nutrientes às plantas”.

“Apesar da falta de conhecimento sobre a constituição e o real objetivo do uso de fertilizante, a NPV mostrou que a aplicação desse insumo é o caminho para produzir mais alimento, mas sobretudo obter melhor qualidade nutricional”, concluiu Casarin.

NPV e CATI alertam visitantes da Agrishow sobre a importância do Programa Solo+Fértil

Produtor rural de hortaliças em Iguape (SP), Tarcizio Norberto dos Passos, conheceu o projeto e reforçou a importância de reposição dos nutrientes no solo. “Cada vez que retiramos as hortaliças como abobrinha e chuchu do solo e levamos para o consumo, juntos vão os nutrientes, por isso a importância do Solo+Fértil e da conscientização de todos sobre essa reposição. Geralmente uso esterco de galinha e de gado, palha seca e claro, fertilizantes. O esterco dá vida para a terra, mas os nutrientes só podem ser repostos com os fertilizantes”, explica.

O agrônomo Fernando Moretti, que passou pelo stand, também comemora a iniciativa e fala sobre a importância da nutrição das plantas. “A NPV cumpre uma função fundamental na desmistificação do uso de fertilizantes na agricultura. O fertilizante é o alimento da planta, onde a sua aplicação é uma forma de repor os nutrientes que são exportados do solo através da colheita. O uso de fertilizante, atendendo as necessidades do solo e planta é a forma de praticar uma agricultura sustentável. As quantidades de nutrientes necessárias ao desenvolvimento das plantas serão conhecidas com a análise do solo, e a disponibilização dos nutrientes às plantas através da aplicação efetiva dos mesmos”.

Iniciativa também vale para os pequenos

NPV e CATI alertam visitantes da Agrishow sobre a importância do Programa Solo+Fértil

A Nutrientes Para a Vida também distribuiu na Agrishow 2024, uma cartilha interativa para crianças. Com informações precisas e de qualidade, os pequenos aprendem com ela a relevância dos nutrientes para a vida no planeta Terra. “Educar as crianças não é apenas ensinar a ler e a escrever. É preciso dar a elas condições para que saibam pensar por si mesmas, distinguir o certo do errado e fazer opções conscientes, pois no futuro precisaremos de pessoas instruídas e capazes de ter discernimento para, por exemplo, saber que as plantas precisam de nutrientes e que, sem eles, a quantidade disponível de alimentos no mundo não será suficiente para garantir a saúde e a vida de toda a população”, alerta Casarin.

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Asfalto novo ou o chamado remendo? Especialista fala das opções Rachaduras, buracos, prejuízos, pouca coisa irrita mais um motorista que estrada em má conservação.
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!