Pesquisar
Close this search box.

Os planos de inovação para 2024 no setor de construção

Os planos de inovação para 2024 no setor de construção

Os planos de inovação para 2024 no setor de construção

5G, estratégias sustentáveis e metaverso devem estar cada vez mais presentes transformando o canteiro de obras

O ano de 2023 foi marcante para o setor de engenharia e construção, afinal, houveram grandes avanços com soluções envolvendo o 5G, Inteligência Artificial e metaverso. Com tantas possibilidades de inovação, há algumas construtoras que se destacam e que buscam ativamente formas de incentivar a prática de inovação.

Uma dessas empresas é a Andrade Gutierrez, que desenvolveu um programa de inovação aberta chamado Vetor AG, com o objetivo de buscar fornecedores de soluções inovadoras aplicáveis às obras e áreas corporativas da companhia. Desde o seu lançamento em 2018, o programa já se conectou com mais de 1,5 mil startups e acelerou mais de 30 iniciativas, além de ter contratado mais de 20 soluções.

Essa iniciativa da Andrade Gutierrez faz parte de uma tendência crescente no setor de construção, que busca cada vez mais incorporar soluções inovadoras para aumentar a eficiência em todas as etapas da obra. Com a necessidade de inovação e o aumento da concorrência, é importante que as empresas do setor invistam em ações afirmativas para fomentar a cultura da inovação e impulsionar a engenharia no Brasil.

Tecnologia na prática

Uma tendência que deve avançar no próximo ano é a maior conectividade nos canteiros de obras, graças à tecnologia do 5G que está sendo ampliada no país. A conectividade e a rastreabilidade que o 5G permite sobre equipamentos, materiais e pessoas trarão dados e estatísticas em tempo real. Elas serão úteis na redução de custo das obras, aumento de produtividade e tomada de decisões, além de impactar a segurança do trabalho de forma positiva por meio da conectividade aplicada em equipamentos de proteção.

Para André Medina, Superintendente de Inovação da Andrade Gutierrez e responsável pelo Vetor AG, “o 5G abre caminho para que tecnologias como drones, sensores e qualquer outro aparelho que necessite de conexão com a internet tenham melhor aproveitamento e tempo de resposta muito menor em comparação com o 4G”. O superintendente ainda esclarece que a ultravelocidade proporcionará avanços na Engenharia 4.0, potencializando recursos já existentes, como a Internet das Coisas (IOT) e a Modelagem da Informação da Construção (BIM).

Na engenharia, o metaverso deve explorar a gamificação, como plantas em visão de 360º graus e ambientes virtuais interativos. Segundo Medina,o metaverso elimina as barreiras entre o físico e o digital, sendo possível explorar mais a fundo experiências imersivas. “A construção civil predial será a mais beneficiada nesse quesito, porque envolve a experiência do cliente. Entretanto, a construção de infraestrutura não ficará para trás e irá explorar a tecnologia de outras formas como em treinamentos imersivos de segurança do trabalho”, explica Medina.

Junto a essas inovações, uma prática ainda mais presente será a inovação sustentável, que faz parte da abordagem ESG. Trata-se de uma estratégia que torna os empreendimentos mais sustentáveis e ambientalmente responsáveis, possivelmente aumentando sua qualidade e reduzindo custos. “Todo o ciclo de vida de um projeto ou empreendimento pode ser repensado sob o viés sustentável. Os benefícios contemplam a sociedade como um todo, do ponto de vista ambiental, e o próprio empreendimento em si, que se torna mais moderno e eficiente”, conclui o especialista.

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Parceria entre Sun Mobi e Abrasel amplia acesso à energia solar por assinatura para bares e restaurantes na região Alta Mogiana no estado de
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!