Saiba como evitar incompatibilidade do Mancozebe na mistura de calda

Saiba como evitar incompatibilidade do Mancozebe na mistura de calda

Saiba como evitar incompatibilidade do Mancozebe na mistura de calda

Químico especialista em adjuvantes e pesquisador da Sell Agro explica o que causa o problema e apresenta tecnologia que vai auxiliar o produtor

O Mancozebe é um importante fungicida e acaricida protetor do grupo químico dos ditiocarbamatos, e é atualmente um dos produtos mais utilizados nas lavouras brasileiras para o controle de diversas doenças fúngicas e ácaros como, por exemplo, a temida Ferrugem Asiática na soja. Ao mesmo tempo, as misturas utilizando essa solução devem ser realizadas com cautela e atenção. E para não ter prejuízo ao perder a eficácia e desperdiçar insumos, é preciso fazer a adoção de tecnologias para evitar incompatibilidade entre os princípios ativos na pulverização.

 

Conforme explica o químico especialista em adjuvantes e pesquisador da Sell Agro, Marcelo Hilário, o Mancozebe pode ser encontrado hoje no mercado de duas maneiras, em formato sólido, formulado como grânulo dispersível em água (WG) ou pó molhável (WP), e ainda na forma líquida, como um óleo dispersível (OD). “Tanto um quanto o outro, uma vez adicionados em caldas junto a vários outros ingredientes, como micronutrientes, inseticidas e outros fungicidas, podem causar problemas de compatibilidade entre os ingredientes da calda”, esclarece.

Isso ocorre porque o Mancozebe é uma molécula que não é dissolvida em água, e sim, se dispersa e vai para o fundo do tanque, arrastando quase todos os outros ingredientes junto com ele. “É um efeito praticamente visto de forma imediata”, sinaliza o especialista. O desafio então, segundo Hilário, é conseguir umectar a molécula de Mancozebe e assim fazer com que ela permaneça na água e não se deposite.

Tecnologia para resolver

Para auxiliar o produtor e profissionais nestas situações, já estão disponíveis no mercado tecnologias capazes de impedir essa decantação. Uma delas é o adjuvante da Sell Agro, Tankmix, que tem como objetivo compatibilizar caldas de pulverização com misturas de ingredientes e Mancozeb. “No preparo da calda, esse adjuvante mantém o Mancozebe em suspensão, garantindo a performance do ingrediente ativo e uma aplicação segura”, finaliza o químico.

Sell Agro – Fundada em 2007, a Sell Agro atua na produção de adjuvantes agrícolas, com sede em Rondonópolis-MT, e estrutura moderna com amplo laboratório de pesquisa e equipe altamente qualificada, composta por engenheiros químicos e agrônomos. As soluções da empresa têm foco na geração de economia e, ainda, em potencializar os resultados das lavouras. Mais informações acesse: https://sellagro.com.br/

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa
Agrobrasília 2024 contará com a participação de dez unidades da Embrapa De 21 a 25 de maio será realizada a edição 2024 da Agrobrasília – a
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!