Pesquisar
Close this search box.

Tecnologia reduz conta de energia e evita colapso na produção de metalúrgicas

Tecnologia reduz conta de energia e evita colapso na produção de metalúrgicas

Em setores específicos, como o eletrointensivo, que inclui ferroligas, alumínio e gases, esse custo pode chegar a representar até 70% do valor final do produto.

Tecnologia reduz conta de energia e evita colapso na produção de metalúrgicas

O setor metalúrgico desponta como um dos setores que mais consomem energia no país. É o que diz o Anuário Estatístico de Energia Elétrica, elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O documento destaca que a indústria metalúrgica representa 24,4% do consumo total de energia no setor industrial, alcançando a expressiva marca de 43.613 gigawatt-hora.

O alto consumo energético na indústria metalúrgica é uma consequência direta das particularidades de seu processo produtivo, que envolve a geração de altas temperaturas e faz uso de fornos, maquinaria pesada e equipamentos que demandam consideráveis quantidades de energia para a fabricação de seus produtos. Como resultado, essas indústrias enfrentam encargos significativos relacionados à conta de energia elétrica, o que pode impactar negativamente sua competitividade e rentabilidade. Em muitos casos, o custo da energia representa mais de 20% dos gastos totais de produção, chegando a até 70% em setores eletrointensivos, como ferroligas, alumínio e gases.

Nesse contexto, soluções IoT assumem papel fundamental para o setor. Entre elas estão os Painéis Elétricos Conectados, que, além de contribuir para a eficiência operacional, reduzindo o consumo de energia, estão ligados à rede wireless, disponibilizando o monitoramento preciso dos componentes contidos nele. Isso faz com que sejam acessadas, em tempo real, as suas condições, para a realização de manutenções precisas e prevenindo falhas que podem interromper a linha de produção.

Segundo Fábio Amaral, CEO da Engerey Painéis Elétricos, a interrupção não programada da linha de produção devido à inatividade dos equipamentos é um dos eventos mais temidos em qualquer complexo fabril, representando perdas de milhões, abalando a saúde financeira das empresas e comprometendo sua competitividade no mercado.

Fábio Amaral

Contudo, a eficácia destes equipamentos não se restringe à prevenção de paradas indesejadas; ela se estende à melhoria da produtividade, garantindo um ambiente de trabalho mais estável. Um exemplo destes painéis conectados é o SM6, destinado a aplicações em média tensão em indústrias, com ampla atuação na metalurgia.

Amaral explica que o SM6 é integrado a um sensor sem fio Easergy CL110, monitorando ativamente o ambiente para prevenir danos decorrentes de elevados níveis de condensação. Esse monitoramento contínuo dos equipamentos 24/7 proporciona segurança e confiabilidade eficientes. Isso ocorre porque o equipamento emite alertas em situações de temperaturas extremas ou baixa umidade relativa, aprimorando práticas de manutenção preditiva e preservando o sistema contra deterioração ambiental.

Além dessas funcionalidades, o equipamento foi desenvolvido em células modulares compactas, permitindo instalação em praticamente qualquer localidade e atendendo diversos tipos e tamanhos de indústrias. O cubículo é montado segundo as normas NBR-IEC 60694 e 62271-200, com todos os ensaios e testes requeridos. Esse modelo compacto facilita a instalação em diversos lugares, além de simplificar o acesso ao painel de monitoramento sempre que é necessário manuseá-lo.

Mais informações: https://www.engerey.com.br.

 

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Vamos apresenta locação de linha amarela na M&T Expo Em sua estreia na feira, a Companhia apresentará um portfólio de máquinas e equipamentos das
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!