Umicore detalha cuidados com o Catalisador de Redução Seletiva (SCR)

Catalisador de Redução Seletiva (SCR) é um dos sistemas mais avançados na conversão de gases nocivos em vapores inofensivos à saúde.
Umicore

Presente na maioria dos veículos a diesel, o Catalisador de Redução Seletiva (SCR) é um dos sistemas mais avançados na conversão de gases nocivos em vapores inofensivos à saúde. Sua função é promover a redução dos óxidos de nitrogênio (NOx) emitidos pelo motor em nitrogênio (N2) e água. Para essa reação de redução ocorrer, é necessária a presença de amônia (NH3), formada a partir de uma solução aquosa de ureia (ARLA 32), injetada antes no sistema. O resultado é a redução de até 95% das emissões de NOx. A Umicore, empresa especialista em tecnologias para o controle de emissões veiculares, faz alguns alertas para que o componente siga funcionando corretamente.

A qualidade do ARLA 32 é fundamental, pois somente os produtos que atendem exatamente a especificação oficial são capazes de garantir a função correta do sistema. Além disso, o reagente tem data de validade, que deve ser respeitada. Um produto de má procedência leva à perda de eficiência do catalisador. “Usar ARLA 32 de origem duvidosa pode levar a problemas na formação adequada de amônia. Um exemplo é que pode ocorrer cristalização, entupindo a face do catalisador, o que gera um alto custo de manutenção e contribui para o aumento da poluição ambiental”, explica Miguel Zoca, gerente de Aplicação de Produto da Umicore.

Mais um ponto essencial é o alerta para uma prática notada no mercado, porém ilegal, que é o uso de emuladores. “Funcionando como um inibidor do sistema ARLA 32, o emulador é um dispositivo que manda um sinal para a central eletrônica como se o veículo estive abastecido de ARLA 32, burlando o sistema, pois não aciona o OBD para indicar que o reagente está em falta, o que compromete o funcionamento do controle de emissões, destaca Miguel Zoca. É importante salientar que rodar sem ARLA 32 ou com ARLA 32 adulterado, além de ser classificado como crime ambiente, pode levar à apreensão do veículo.

Em relação ao combustível, é fundamental o abastecimento com Diesel S10. “Utilizar um combustível que não está especificado no manual do veículo prejudicará o catalisador, devido a uma maior concentração de enxofre, levando à falha no componente, mesmo em modelos novos”, ressalta Miguel Zoca.

Outra dica importante é ficar atento ao sensoriamento do SCR. “Como é um sistema que possui bico injetor, sensores de pressão e sensor de NOx, é interessante verificar todas essas conexões, além do filtro de ar, de óleo, de combustível, e separador de água. Manter as inspeções do veículo em dia é um benefício não só para o meio ambiente, mas também para o bolso do motorista, pois quanto mais tempo sem avaliação para possíveis reparos, maior o custo”, finaliza o especialista da Umicore.

(Fonte:Assessoria de imprensa)

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Região do Cerrado Mineiro participa do World of Coffee 2024 em Copenhague
Região do Cerrado Mineiro participa do World of Coffee 2024 em Copenhague A Região do Cerrado Mineiro (RCM), reconhecida internacionalmente pela produção de cafés
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!