Fruticultura sem fronteiras: missão técnica à Espanha abre portas para novas tecnologias e práticas

 

Fruticultura sem fronteiras: missão técnica à Espanha abre portas para novas tecnologias e práticas

Fruticultura sem fronteiras: missão técnica à Espanha abre portas para novas tecnologias e práticas
Brasileiros visitam área de cultivo protegido em Almeria, na Espanha

Viagem irá unir visitas à Fruit Attraction, em Madri, que oferece negócios e conhecimento, e Almeria, na Espanha, que recebe produtores e profissionais do agro para verem de perto tecnologias de cultivo protegido

Profissionais brasileiros do agro interessados em expandir negócios com importadores e conhecer técnicas que ajudam a enfrentar desafios como sustentabilidade, gestão de recursos hídricos e aumento de produtividade, poderão visitar o segundo maior evento de fruticultura do mundo, a Fruit Attraction, em Madri, e a região de Almeria, na Espanha. A Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), em parceria com a AgroTravel Viagens Técnicas, realizará uma missão técnica à Espanha, entre os dias 7 e 12 de outubro, com o objetivo de possibilitar parcerias, troca de experiências e aquisição de conhecimento técnico.

A Fruit Attraction deverá reunir na capital espanhola mais de 2 mil expositores de 56 países, entre 8 e 10 de outubro. “O evento é referência para a comercialização mundial de frutas e hortaliças, conectando profissionais que compõem toda a cadeia da fruticultura. Sua importância cresce a cada ano”, explica Fabio Torquato, diretor da AgroTravel Viagens Técnicas.

Fruticultura sem fronteiras: missão técnica à Espanha abre portas para novas tecnologias e práticas
Área de cultivo protegido em Almeria, na Espanha

A missão irá agregar visitas à Almeria, no sudeste da Espanha, em fazendas, associações, centros de pesquisa e universidades que são referência no desenvolvimento e uso de tecnologias de produção, como o cultivo protegido. Apesar de ser uma das regiões mais áridas de toda a Europa, a região é conhecida como a “horta” do continente e possui uma área de cerca de 50 mil hectares de estufas, onde são produzidas mais de 3,5 milhões de toneladas de frutas e vegetais. A região exporta 99,5% da produção para países como Alemanha, Reino Unido, França e Países Baixos.

“Apenas 14% da fruticultura brasileira é considerada altamente tecnificada, por isso esse destino na Espanha é tão importante para os produtores brasileiros que poderão conhecer de perto as tecnologias de cultivo protegido em Almeria”, reforça Torquato.

Fruticultura nacional

Segundo o gerente técnico da Abrafrutas, Jorge de Souza, há muitos países que competem com o Brasil no segmento de frutas tropicais, sendo fundamental, nesse ambiente competitivo de negócios, que os produtores se profissionalizem e desenvolvam inteligência comercial. “As missões técnicas permitem que o produtor conheça em detalhes seu consumidor final e possa adequar as características do produto ao mercado-alvo. Quando fazemos uma viagem técnica, procuramos, por exemplo, incluir visitas aos supermercados, acompanhar o comportamento do consumidor e dos concorrentes, observar embalagens e preços e a forma de comercialização. Com isso, podemos dar sequência a esse ciclo virtuoso da fruticultura brasileira”, diz Souza.

A fruticultura brasileira está em franca expansão e apresenta grande potencial para o futuro. Segundo estimativas do IBGE, a produção de frutas no Brasil atinge cerca de 44,5 milhões de toneladas. O país ocupa a terceira posição no ranking mundial, ficando atrás apenas da China (em primeiro lugar) e da Índia. Com uma área de produção de aproximadamente 2,4 milhões de hectares, a cadeia de frutas emprega cerca de 5 milhões de trabalhadores no setor agrícola. Além disso, existem mais de 940 mil estabelecimentos agropecuários dedicados à fruticultura, distribuídos por todas as regiões do Brasil. Esse segmento é reconhecido como um importante gerador de empregos no agronegócio.

No ano passado foram exportados US$ 1,2 bilhão em frutas e aproximadamente 100 empresas ligadas à Abrafrutas representaram mais de 80% do total vendido. Na expectativa de obter crescimento de 6% nas exportações em 2024, o setor vem buscando alternativas para se tornar cada vez mais competitivo no mercado internacional.

Para Fabio Torquato, as perspectivas para o futuro da fruticultura brasileira são positivas. No entanto, para alcançar esse cenário, é fundamental que os produtores tenham oportunidades de conhecer novos mercados e aprimorar suas práticas de produção. “A diversidade de clima e solo, a mão-de-obra qualificada e a crescente adoção de práticas agrícolas sustentáveis capacitam o atendimento parcial das demandas dos consumidores globais. No entanto, é necessário investir em desenvolvimento, pesquisa, infraestrutura e sanidade vegetal, além de fortalecer políticas públicas que apoiem o setor”, conclui.

Informações e pré-cadastro para a missão técnica Fruit Attraction Madrid + Tecnologias de Produção em Almeria pelo link: https://forms.office.com/r/EkkzEQhB6N

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Videoconferência referente as Principais Mudanças da Nova Lei de Licitações nº14.133/21 e os Impactos nas Contratações Públicas. DATA: 22,23, 24 e 25 de Julho
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!