José Luiz Tejon, membro do CCAS, é embaixador do II Encontro Nacional de Mudanças Climáticas para o Setor de Energia e Agronegócio (EMSEA)

José Luiz Tejon, membro do CCAS, é embaixador do II Encontro Nacional de Mudanças Climáticas para o Setor de Energia e Agronegócio (EMSEA)José Luiz Tejon, membro do CCAS, é embaixador do II Encontro Nacional de Mudanças Climáticas para o Setor de Energia e Agronegócio (EMSEA)

O conselheiro do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS), José Luiz Tejon Megido, é um dos embaixadores do II Encontro Nacional de Mudanças Climáticas para o Setor de Energia e Agronegócio (II EMSEA), que acontecerá no dia 25 de julho no Parque de Inovação Tecnológica de São José dos Campos (SP). Tejon é considerado uma das maiores autoridades nas áreas da gestão de vendas, marketing em agronegócio, liderança, motivação e superação humana e é reconhecido por sua atuação em sustentabilidade dentro do agronegócio. Ele destaca a relevância do evento no cenário nacional: “É o maior evento no Brasil para o ramo. Hoje, os dois maiores riscos do mundo, segundo o estudo do Global Report, são: primeiro, a má informação, a informação falsa, a desinformação; e, segundo maior risco, a mudança climática. E quando misturamos os dois, a informação falsa, a desinformação com o tema da mudança climática, nós temos a pior pororoca de riscos que poderíamos imaginar no mundo. Esse tema será tratado neste evento único, por isso a sua grande importância”.

As mudanças climáticas preocupam globalmente pelo impacto nos ecossistemas e na qualidade de vida futura. Elas causam eventos extremos, como tempestades e secas, afetando setores diversos, da agricultura à economia. Adaptar-se é crucial para a resiliência comunitária e a sustentabilidade. O II EMSEA visa unir energia e agronegócio para discutir estratégias inovadoras e políticas sustentáveis, alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). No evento, será apresentado o primeiro relatório do Comité do Clima, criado no I EMSEA, destacando resultados, compromissos e a concessão do selo de empresa protetora do Clima.

Comprometido com a sustentabilidade, o evento terá suas emissões de carbono monitoradas e compensadas em parceria com a Moss e a COMERC Energia, replicando o sucesso do primeiro encontro. O foco é minimizar o impacto ambiental, reduzir resíduos poluentes e promover a conscientização sobre práticas sustentáveis. O setor de energia é fundamental na redução das emissões de gases de efeito estufa, com o Brasil se destacando na promoção de fontes limpas e renováveis, impulsionando a transição energética e adotando tecnologias como o Hidrogênio Verde.

O agronegócio, por sua vez, enfrenta desafios climáticos que afetam cultivos, disponibilidade de água e saúde dos solos. A adoção de tecnologias inovadoras, práticas sustentáveis e políticas adaptativas é essencial para fortalecer a resiliência do setor e contribuir para a redução das emissões, visando um futuro sustentável.

O evento, assim como o CCAS, tem a proposta de levar informação de qualidade e credibilidade para as pessoas, conscientizando e mobilizando a sociedade para ações concretas em prol da sustentabilidade. O CCAS reúne profissionais de diversas áreas que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que visam comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas através de verdades científicas.

O II EMSEA promete ser um evento transformador, fomentando a conscientização e a ação coletiva para enfrentar os desafios das mudanças climáticas e promover um futuro mais sustentável para o Brasil e o mundo.

José Luiz Tejon, membro do CCAS, é embaixador do II Encontro Nacional de Mudanças Climáticas para o Setor de Energia e Agronegócio (EMSEA)
José Luiz Tejon, membro do CCAS,

Sobre o CCAS

O Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo (SP), com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, por sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. Não podemos deixar de lembrar que a evolução da civilização só foi possível devido à agricultura. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa, assim como a larga experiência dos agricultores, seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: Link.

Acompanhe também o CCAS nas redes sociais:

Facebook:Link

Instagram: Link

LinkedIn:Link

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

ACCIONA Brasil celebra ação global de voluntariado com foco em sustentabilidade Os voluntários da empresa promoveram atividades lúdicas para 460 estudantes dos bairros da
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!