Lantex apresenta na M&T EXPO telas com diferentes características, para… 

Lantex apresenta na M&T EXPO telas com diferentes características, para peneiramento de minérios e agregados 

Lantex apresenta na M&T EXPO telas com diferentes características, para peneiramento de minérios e agregados 

Empresa produz telas a partir de diferentes tipos de materiais, como aço, borracha e poliuretano, todas em conformidade com as suas normas técnicas

O setor de pedras britadas vive uma das melhores fases da sua história no estado de São Paulo. Em 2023, a produção chegou perto de 70 milhões de toneladas, sendo que os volumes específicos da Região Metropolitana de São Paulo bateram 33,5 milhões de toneladas, 15% superior ao projetado. Para 2024, a perspectiva do Sindicato da Indústria de Mineração de Pedra Britada do Estado de São Paulo (Sindipedras) aponta para um crescimento de 5% sobre o volume registrado no ano anterior.

Tudo isso é resultado dos investimentos em infraestrutura e do bom desempenho da construção civil, que torna o mercado atraente para as vendas de equipamentos, peças e componentes. Por isso, a Lantex apresentará na M&T EXPO telas fabricadas com diferentes tipos de matéria-prima e geometrias diferenciadas (quadradas, redondas, autolimpantes etc), para serem aplicadas conforme as características do material peneirado. Para qualquer situação, a empresa produz telas a partir de diferentes materiais, como aço, borracha e poliuretano — todas em conformidade com as suas normas técnicas específicas (ABNT, SAE, DIN, AISI e ASTM).

O reflexo positivo do mercado tem impulsionado de maneira significativa o desempenho da Lantex, em especial na ampliação da infraestrutura de produção e atendimento. Recentemente, a empresa ampliou a fábrica instalada na cidade de Sorocaba (SP) em mais 5 mil metros quadrados, atingindo 10 mil metros quadrados ao todo, com instalações e equipamentos novos para manter o nível de atendimento que o mercado brasileiro exige.

Para tanto, investiu cerca de R$ 12 milhões nessa ampliação, que fizeram a fábrica quase triplicar a produção de alguns itens, passando de 9 mil peças para 25 mil. Em termos de crescimento, de 2022 para 2023 a Lantex computou um salto de 38% e a expectativa para 2024 é avançar, pelo menos, mais 24%.

Matéria-prima testada e aprovada

A qualidade dos produtos tem origem na filosofia da empresa, sempre empenhada em empregar somente matérias-primas devidamente testadas e aprovadas, além de adotar rígido controle no processo produtivo e utilizar mão de obra treinada e qualificada.

No caso das telas de aço, a Lantex utiliza materiais de alto carbono, como SAE 1080, SAE 1072, SAE 1065, DIN 17223, NR 225 e NR 220, que garantem propriedades físicas e químicas e asseguram eficiência no peneiramento. “A empresa aplica um tratamento nos arames para controlar as propriedades mecânicas e isso proporciona um desempenho superior”, conta Vitor Diniz, gerente de assistência técnica da Lantex do Brasil.

As telas de borracha também passam por um processo meticuloso, em Laboratórios de Elastômeros desenvolvidos nas instalações fabris da empresa para garantir as propriedades químicas e físicas ideais ao produto. Esses recursos possibilitam o desenvolvimento de formulações demandadas pelo mercado, e o monitoramento da cadeia produtiva.

Por sua vez, as telas de poliuretano são produzidas a partir de matérias-primas como MDI e TDI, que podem ser éster ou éter. O material deve apresentar características químicas e físicas ideais, pois quando o produto for utilizado pelo cliente podem ocorrer inconsistências em relação à eficiência e à vida útil, se tais particularidades não estiverem de acordo com os níveis adequados.

Engenharia aplicada

A Lantex tem um Departamento de Engenharia e de Desenvolvimento que atua em projetos e produtos diferenciados, conforma necessidade do cliente. O setor foi responsável por criar uma Tela Harpa III, concebida a partir de matéria-prima com propriedades especiais que elevaram a vida útil em seis vezes (de cinco para 30 dias). Outro exemplo é a tela de borracha tipo T, que melhora a eficiência do material passante e reduz as contaminações dos finos no conteúdo retido.

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Asfalto novo ou o chamado remendo? Especialista fala das opções Rachaduras, buracos, prejuízos, pouca coisa irrita mais um motorista que estrada em má conservação.
Categorias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

Deixe seu Email para acompanhar as novidades 

Solicitar maiores informações

Preencha as informações abaixo e entre em contato com o anúnciante!