Tel:11 - 4604-8046 | E-Mail: atendimento@eaemaq.com.br

Agrícola Cargill destaca o progresso na proteção de florestas da...

Cargill destaca o progresso na proteção de florestas da América do Sul

-

- Advertisement -
South America’s major biomes.
- Advertisement -

Relatório semestral de soja sustentável descreve os esforços contínuos da Cargill para eliminar o desmatamento.

• A Cargill completa o mapeamento de localização de pontos de coleta para 100% de seus fornecedores de fazendas de soja no Brasil
• A Cargill estima que 95,68% de sua soja originária do Brasil é cultivada em terras livres de desmatamento e conversão (usando o Código Florestal de 2008 como ponto de referência)
• Cargill amplia seu engajamento direto com agricultores no Brasil, incluindo o lançamento de uma parceria com a maior associação de agricultores do estado da Bahia.

(MINNEAPOLIS) 01 de julho de 2020 – Como parte de seu compromisso de alimentar o mundo de maneira sustentável, a Cargill relata um progresso contínuo na construção de uma cadeia de fornecimento de soja livre de desmatamento. A empresa descreveu as principais realizações, incluindo o mapeamento de sua cadeia de abastecimento de soja no Brasil, em seu relatório de progresso do primeiro semestre, divulgado hoje.

A América do Sul, uma importante fornecedora de soja no cenário mundial, figura com destaque no trabalho de sustentabilidade da empresa, pois também abriga paisagens vitais, como os biomas da Amazônia, do Cerrado e do Gran Chaco. Cada bioma, embora seja muito diferente em termos de características naturais e comunidades locais que dependem deles, é igualmente importante e está recebendo a atenção necessária para continuar prosperando.

“Não hesitamos em nosso compromisso de proteger florestas e vegetação nativa, e acreditamos que isso pode ser feito de maneiras economicamente viáveis para agricultores e comunidades locais”, disse John Hartmann, líder global de Sustentabilidade da Cadeia de Suprimentos Agrícolas da Cargill. “Ao trabalhar com agricultores, clientes, governos e outras empresas do setor, alcançamos um progresso significativo em nosso plano de ação da soja e continuaremos os esforços para tornar a cadeia de fornecimento mais sustentável”.

Progresso nos últimos seis meses

Os esforços para promover a transparência e melhorar a rastreabilidade são destaques no relatório, pois a empresa trabalha para encontrar maneiras de prosperar tanto nas florestas quanto na agricultura. Os marcos principais incluem:

• A Cargill mapeou 100% de sua cadeia de suprimentos brasileira com pontos de coleta de referência geográfica – completando o projeto seis meses ante do cronograma estabelecido. Os pontos de coleta referenciados geograficamente permitem que a empresa identifique a localização de seus fornecedores diretos e indiretos, um passo crítico para proteger efetivamente florestas e vegetação nativa.
• Pela primeira vez, a Cargill calculou a participação estimada de sua soja no Brasil que é cultivada em terras livres de desmatamento e conversão, 95,68%, analisando dados de fontes externas sobre crescimento de culturas e mudanças no uso da terra, usando 2008 (Código Florestal) como ponto de referência.
• A Cargill expandiu seu engajamento direto com agricultores no Brasil, incluindo o lançamento de uma parceria com a maior associação de agricultores do estado da Bahia.
• A empresa continuou a expandir seu programa de certificação de Originação e Abastecimento Sustentável no Brasil e no Paraguai, oferecendo ao mercado soja cultivada de maneira sustentável e verificada. Os agricultores que se engajam com este programa tomam o comprometimento de produzir suas culturas usando as melhores práticas agrícolas, protegendo o bem-estar dos trabalhadores e gerenciando as emissões de gases de efeito estufa em um processo de melhoria contínua.

O relatório também descreve as novas parcerias transformacionais da Cargill com os agricultores e os avanços em seu fundo de US$ 30 milhões para encontrar soluções inovadoras de proteção das florestas de maneiras economicamente viáveis para os agricultores da América do Sul. Além disso, a empresa compartilha as atualizações em seu Painel Consultivo de Uso da Terra e Sustentabilidade Florestal.

Olhando para o futuro

Nos próximos seis meses, a Cargill continuará cumprindo com os compromissos assumidos em seu Plano de Ação para Soja:

• Transformar sua cadeia de suprimentos para ser livre de desmatamento, protegendo a vegetação nativa além das florestas
• Promover a produção responsável, que beneficia agricultores e comunidades onde está inserida
• Respeitar e defender os direitos dos trabalhadores, povos e comunidades indígenas
• Manter os altos padrões de transparência por meio da divulgação das principais métricas, progressos e reclamações.

Visite http://www.cargill.com/sustainability/supply-chains para saber mais sobre os esforços da Cargill para impulsionar a sustentabilidade em suas operações.

(Fonte:Assessoria de imprensa)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas noticias

Volkswagen Caminhões e Ônibus lança nova plataforma de fidelidade ALMAX MAIS 2.0

O tradicional e pioneiro programa de fidelidade da linha de Lubrificantes Originais Almax Mais está com uma...

Agronegócio é tema da próxima edição da Oiweek

Realizado em parceria com a SP Ventures, evento debate consumo sustentável...

Casa sobre rodas: sucesso na pandemia

Viagens de motortrailer crescem com a pandemia. Maior fabricante do país, a Apolo...

Hidrovias do Brasil conclui IPO no Novo Mercado da B3

Live com toque de campainha do pregão marcou a oferta pública...
Previous
Next

Husqvarna lança motocultivador com aplicação em aviários

Motocultivador TR262. O TR262 é ideal para o manejo do solo na criação...

Plataforma AgroStart da BASF prorroga inscrições para startups

• AgroStart auxilia as startups a resolverem as principais dores dos agricultores;

Mais Lidas

Você também pode gostar deRELATED
Recomendamos para você